Mistérios

” Porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus” (Mt 13:11 )

 

 

O apóstolo Pedro disse, na sua Segunda Epístola, que o amado irmão Paulo havia escrito certas coisas difíceis de entender, mas que haviam sido escritas por ele segundo a sabedoria que lhe havia sido dada (2 Pe 3:14~16).

 

A Bíblia nos ensina que a verdadeira sabedoria nos é dada pelo Espírito Santo. Então, o apóstolo Paulo, que foi um homem cheio de Espírito, escreveu muitas coisas, todas segundo a sabedoria que o Espírito Santo lhe havia dado.

 

Paulo escreveu uma boa parte do Novo Testamento: a autoria de 13 dos 27 livros ou epístolas é dele, de Romanos a Filemom.

 

Ao lermos com bastante atenção as cartas de Paulo, perceberemos que o apóstolo fala de mistérios em algumas delas. São os mistérios que o Senhor Jesus revelou ao seu apóstolo e depois aos seus amados.

 

Mistério é uma palavra de origem grega, Mysterion, que significa “lábios fechados” ou “olhos fechados”. Quando as pessoas usam essa palavra, dão a entender que mistérios são coisas impossíveis de serem compreendidas, e que não há resposta. Mas não é isso que ensina a Bíblia. Veja:

 

1) Pedro não disse que ninguém entenderia as coisas difíceis que o amado irmão Paulo havia escrito, mas que os ignorantes e instáveis deturpam as cartas do apóstolo e as demais Escrituras. Os sãos na fé devem crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e, estes, como cristãos maduros e experientes, devem compreender os mistérios de Deus. Leia Estudo Bíblico – A Bíblia

 

2) O profeta Daniel, quando se apresentou diante do rei Nabucodonosor para revelar-lhe o seu sonho, disse: “[…] há um Deus no céu, o qual revela os mistérios […]” (Dn 2:28; confira também os versículos 19 a 22).

 

3) O Senhor Jesus disse: “[…] Porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas àqueles não lhes é isso concedido” (Mt 13:11), e “Por isso, lhes falo por parábolas; porque, vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem, nem entendem” (Mt 13:13).

 

Certamente, o Senhor Jesus revela os seus mistérios aos seus amados, e nada fará sem antes revelar aos seus profetas (Am 3:7). Os mistérios de Deus existem para serem revelados. Eles são segredos temporariamente ocultos, mas que foram, estão sendo ou serão revelados no tempo oportuno.

 

Os mistérios de Deus são muitas vezes desprezados pelos homens comuns, e alguns vêem, ouvem e até tateiam, mas não percebem, nem sentem; mas, quando o Senhor nos revela, vibramos e pulamos de alegria, de espanto e de temor. Glória ao nosso Deus!

 

Embora existam inúmeros mistérios revelados nas Escrituras Sagradas, trataremos aqui de sete mistérios revelados ao apóstolo Paulo e, depois, a nós:

 
Clique:

“Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja” (Ef 5:32)

 

  •  Mistério da Piedade

    “Evidentemente, grande é o mistério da piedade: Aquele que foi manifestado na carne foi justificado em espírito, contemplado por anjos,  pregado entre os gentios, crido no mundo, recebido na glória.” (1Tm 3:16)

 

“Por ele [evangelho] […] sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão.” (1Co 15:2)

 

“O mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos; aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória” (Cl 1:26-27)

 

“[…] os gentios são co-herdeiros, membros do mesmo corpo e co-participantes da promessa em Cristo Jesus por meio do evangelho”. (Ef 3:3-6)

 

“Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” (1Co 15:51-52)

 

“Com efeito, o mistério da iniquidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém; então, será, de fato, revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e o destruirá pela manifestação de sua vinda.” (2Ts 2:7-8)