Cumpriu-se mais uma profecia

Damasco, capital da Síria, dista apenas 218km de Jerusalém, e é uma das cidades mais antigas entre as continuamente habitadas. Há várias referências a essa cidade nas Escrituras Sagradas como podemos conferir:

centro damasco

Centro de Damasco, antes da guerra

Capital da Síria (Is 7:8), Damasco está situada no lado oriental dos montes do Líbano (Ct 7:4), e desde a mais remota antiguidade é rota de comércio (Ez 27:18). A cidade é banhada pelos rios Abana e Farpar (2Rs 5:12).

 

Há cerca de 4000 anos, Abraão derrotou uma coalisão de reis, perseguindo-os até perto da já bem conhecida Damasco (Gn 14:15). Dois milênios depois, Saulo se dirigiu a essa mesma cidade e foi a uma casa localizada na rua chamada Direita, onde recebeu a visita de Ananias, de quem recebeu a oração para recuperar a vista. A seguir, Paulo foi batizado e começou o seu fiel discipulado (At 9:10-25). E foi ainda em Damasco que Paulo escapou de uma cilada, descendo pela janela da muralha da cidade num grande cesto (2Co 11:32-33).

 

Davi capturou a cidade de Damasco (2Sm 8:1-14) há aproximadamente 3000 anos, mas posteriormente, depois da sua morte, Rezom se tornou rei em Damasco e tornou-se um grande inimigo de Israel durante todo o reinado de Salomão (1Rs 11:23-25). Anos depois, no deserto próximo à Damasco, Elias ungiu Hazael, um nobre damasceno como futuro rei da Síria (1Rs 19:15).

 

Cumpriu-se mais uma profecia

Quando Rezim capturou a cidade de Elate, ao sul de Israel, e levou muitos judeus cativos para Síria, Isaías profetizou a destruição de Damasco, o que serviu também como uma advertência para os idólatras de Jerusalém (Is 10:9-34), e certamente, a todos nós que vivemos os últimos dias:

“[…] Eis que Damasco deixará de ser cidade e será um montão de ruínas” (Is 17:1)

 

 

Veja: http://www.theatlantic.com/photo/2015/04/in-syria-four-years-of-war/389781/