Em duas ocasiões veio a voz do céu dizendo:
“[…] Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.”
  1. No batismo de Jesus – Mt 3:13-17;
  2. Na transfiguração – Mt 17:1-8;
Há quem diga que estas passagens bíblicas são referências à trindade, porém, ao observarmos atentamente as Escrituras sob a luz do Espírito Santo, percebemos que elas não afirmam isso:

Repare que tanto Mateus como João, e mais tarde Pedro (2Pe 1:17) que foram testemunhas oculares do(s) acontecimento(s) apenas escreveram “a voz”, sem identificar o dono da voz.

É da natureza humana querer sempre atribuir autoria da voz a alguém, forçando a mente imaginar alguma forma para o dono da voz; tanto é que os homens corrompidos fizeram imagem de pombas em vitrais, pôsteres, etc tentando representar o Espírito Santo que não pode ser representado em forma física. Veja, por exemplo, o que disseram os homens ao ouvir a voz, quando os gregos solicitaram aos discípulos um encontro com Jesus:
“A multidão, pois, que ali estava, tendo ouvido a voz, dizia ter havido um trovão. Outros diziam: Foi um anjo que lhe falou.” (Jo 12:29)
 
Da mesma forma, ao ler o batismo de Jesus, os trinitaristas julgam precipitadamente as palavras interpretando uma trindade e logo deduzem: O Filho estava sendo batizado, o Espírito Santo descia em forma de pomba e o Pai falava do céu. Se a voz dizia “este é meu Filho”, logo, a voz é do Pai. Estas deduções são grandes equívocos porque contradizem totalmente a Bíblia Sagrada que sempre afirmou que Deus é único.
“Eu sou o SENHOR, este é o meu nome; a minha glória, pois, não a darei a outrem, nem a minha honra, às imagens de escultura.” (Is 42:8)

 

Teria o SENHOR Deus dividido a Sua glória com um outro deus? Poderia o SENHOR falhar nas Suas Palavras? É óbvio que não!
 
Por que os escritores dos evangelhos e das epístolas não identificaram o dono da voz? 
“Guardai, pois, cuidadosamente, a vossa alma, pois aparência nenhuma vistes no dia em que o SENHOR, vosso Deus, vos falou em Horebe, no meio do fogo; para que não vos corrompais e vos façais alguma imagem esculpida na forma de ídolo […]” (Dt 4:15-16)

 

Em Ez 14:4, fala-se do perigo de se tropeçar levantando ídolos dentro do coração; sim, mesmo que seja do próprio SENHOR Deus (Dt 4:15). Por isso, é errado dizer que a trindade está representada no batismo ou na transfiguração de Jesus Cristo.

 

Vozes do trono
“Do trono saem relâmpagos, vozes e trovões […]” (Ap 4:5)

 

João relatou em Apocalipse que do trono (singular) saem vozes(plural). De quem eram as vozes? Fica difícil responder – e aí entram os teólogos do mundo para tentar explicar de maneira extra-bíblica apelando a uma doutrina falsa.
Nestes casos, é mais importante nos concentrarmos no conteúdo da mensagem do que querer identificar o autor da voz. Observe:
  • No caso dos gregos, está escrito: – “Então, explicou Jesus: Não foi por mim que veio esta voz, e sim por vossa causa.”(Jo 12:30);
  • No caso da transfiguração: – “[…] A ele ouvi.” (Mt 17:5)ficando claro que a mensagem foi dada para os discípulos;
  • No caso do batismo: – a voz veio para dar testemunho a João Batista e os demais que ali estavam.
Ora, Jesus sendo o próprio Deus onipresente, não precisava ouvir a própria voz. A mensagem é clara: a voz foi por causa dos homens.

Jesus Cristo é o único Deus que veio na carne
Deus é onipresente, mas o corpo físico de Jesus não era. Ao abrirmos Jo 3:13, deparamos com uma informação vital para a fé:
“Ora, ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do homem que está no céu.” (Jo 3:13 JFA – RA)

 

Assim, seguramente podemos afirmar que a voz que os homens ouviram era a voz do próprio Senhor Jesus que estava sendo batizado por João, mas poderia estar falando do céu e ainda descer como uma pomba para dar início à sua missão como Messias.

 

Deus pode falar com a boca fechada
Sim, e o Senhor pode fazer muito mais:
“Não há linguagem, nem palavras, e deles não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz e as suas palavras, até aos confins do mundo. […]” (Sl 19:3-4)

 

A excelência da voz de Deus

 

A voz de Deus faz grandes coisas que não compreendemos com a nossa mente carnal. Pense: Como o SENHOR fez o universo com a sua voz (palavra)? E de quem eram as vozes que vinham do trono em Ap 4:5? Como pode Deus falar de boca fechada?…
“Fazendo ele soar a sua voz, logo há rumor de águas no céu, e faz subir os vapores da extremidade da terra; faz os relâmpagos para a chuva, e dos seus tesouros faz sair o vento.” (Jr 10:13 JFA – RC)
 
“Com sua voz troveja Deus maravilhosamente; faz grandes coisas, que nós não compreendemos.” (Jó 37:5)