Vegetarianismo

Ser vegetariano é uma opção pessoal, e nunca devemos pensar como doutrina bíblica. A Palavra é bem clara:
“Um crê que de tudo pode comer, mas o débil come legumes;
quem come não despreze o que não come;
e o que não come não julgue o que come,

porque Deus o acolheu.” (Rm 14:2-3)

As seitas que sustentam doutrinas exclusivamente vegetarianas e que condenam as pessoas que comem carne são nitidamente falsas. Em 1Tm 4:1 e 3, Paulo chama tais doutrinas de “ensino de demônios” e de “espíritos enganadores”:
“Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos,
alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores
e a ensino de demônios […] que proíbem o casamento e exigem
abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos
com ações de graças, pelos fiéis e por quantos conhecem
plenamente a verdade”
Veja abaixo vários versículos em que fica evidente a carne na alimentação humana:
  • O próprio SENHOR comeu carne quando apareceu a Abraão na companhia de dois anjos (cf. Gn 18:1-8):
“Abraão, por sua vez, correu ao gado, tomou um novilho,
tenro e bom, e deu-o ao criado, que se apressou em prepará-lo.
Tomou também coalhada e leite e o novilho
que mandara preparar e pôs diante deles;
e permaneceu de pé junto a eles debaixo da árvore; e eles comeram.” (Gn 18:7-8)
  • A Bíblia diz que o alimento predileto de Isaque era carne. Rebeca disse a Jacó:
“Vai ao rebanho e traze-me dois bons cabritos;
deles farei uma saborosa comida para teu pai, como ele aprecia”
(Gn 27:9)
  • Quais eram os pratos principais que deveriam ser preparados para a Páscoa do SENHOR?
“Naquela noite, comerão a carne assada no fogo;
com pães asmos e ervas amargas a comerão.” (Êx 12: 8)
  • O único cardápio que o SENHOR ofereceu aos israelitas nos quarenta anos de peregrinação pelo deserto foi de maná e codornizes:
“E o SENHOR disse a Moisés:
Tenho ouvido as murmurações dos filhos de Israel;
dize-lhes: Ao crepúsculo da tarde, comereis carne,
e, pela manhã, vos fartareis de pão,
e sabereis que eu sou o SENHOR, vosso Deus.”
(Êx 16:11-12)
Se os israelitas desejassem outros alimentos, poderiam comer mais carnes, sejam de mamíferos, aves, peixes:
“Todo o que tem unhas fendidas, e o casco se divide em dois,
e rumina, entre os animais, esse comereis.” (Lv 11:3)
“De todos os animais que há nas águas comereis os seguintes:
todo o que tem barbatanas e escamas,
nos mares e nos rios; esses comereis.” (Lv 11:9)
  • Para sustentar o profeta Elias, O SENHOR Deus enviou-lhe através dos corvos:
“Os corvos lhe traziam pela manhã pão e carne,
como também pão e carne ao anoitecer;
e bebia da torrente.” (1Rs 17:6)
  • O Senhor Jesus tomou peixes e ofereceu aos seus seguidores:
“Tomou os sete pães e os peixes, e, dando graças, partiu,
e deu aos discípulos, e estes, ao povo.
Todos comeram e se fartaram; e, do que sobejou,
recolheram sete cestos cheios.” (Mt 15:36-37)
  • Quando os discípulos estavam reunidos com as portas trancadas, ainda com medo dos judeus, o Senhor Jesus, já ressuscitado, apareceu a eles e comeu carne:
“[…] Jesus lhes disse: Tendes aqui alguma coisa que comer?
Então, lhe apresentaram um pedaço de peixe assado.
E ele comeu na presença deles.” (Lc 24:41-42)

A nossa salvação depende exclusivamente de Jesus Cristo, o nosso Senhor; porém certas seitas vegetarianas chegam ao cúmulo em dizer que quem come carne não pode ser salvo. Veja o que diz a Bíblia a respeito de tais declarações:

“Não vos deixeis envolver por doutrinas várias e estranhas, porquanto o que vale é estar o coração confirmado com graça e não com alimentos, pois nunca tiveram proveito os que com isto se preocuparam.” (Hb 13:9)
“Não destruas a obra de Deus por causa da comida. Todas as coisas, na verdade, são limpas, mas é mau para o homem o comer com escândalo. É bom não comer carne, nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa com que teu irmão venha a tropeçar 
[ou se ofender ou se enfraquecer].” (Rm 14:20-21)

Veja que estes versículos de maneira nenhuma contradizem a postagem anterior. Entendamos como “comida” alimentos oferecidos pelo Criador dispostos na natureza, e não substâncias tóxicas produzidas pelas indústrias. Assim, este artigo não é de maneira nenhuma contra aqueles que optaram por comer somente vegetais, nem a favor dos que apreciam carnes de todos os tipos; este artigo é contra os que dizem que comer carne é pecado e não pode obter salvação.
“Não é comida que nos recomendará a Deus, pois nada perderemos,
se não comermos, e nada ganharemos, se comermos.” (1Co 8:8)
“Se, por causa de comida, o teu irmão se entristece,
já não andas segundo o amor fraternal.
Por causa da tua comida, não faças perecer
aquele a favor de quem Cristo morreu.” (Rm 14:15)