Teofania é um termo grego de uso teológico que designa manifestação temporária e visível de Deus ou da Sua glória, em forma angelical ou humana, em coisa, lugar ou através de impressionantes fenômenos da natureza.

 

Em vários versículos das Escrituras Sagradas há afirmações de que ninguém pode ver a face de Deus, no entanto, em outros versículos parece estar dizendo exatamente o contrário. Na verdade, ninguém pode ver a face do SENHOR exatamente como é, mas pode ver em teofania. Confira as seguintes tabelas:

 

Tabela 1 – Ninguém nunca viu a Deus: 

Ocorrência

 
Êx 33:20 “E acrescentou: Não poderás ver a face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá.”
Jo 1:18 “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é que o revelou.”
Jo 5:37 “[…] Jamais tendes ouvido a sua voz, nem visto a sua forma.”
1Tm 6:16 “O único que possui imortalidade, que habita em luz inacessível, a quem homem algum jamais viu, nem é capaz de ver […]”
1Jo 4:12 “Ninguém jamais viu a Deus…”
1Jo 4:20 “[…] Pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê.”
  1. Ninguém nunca viu a Deus, porque Ele é Espírito, e espírito é invisível.
  2. Ninguém nunca viu a Deus, porque se o homem vir o SENHOR morrerá.

No entanto, a Bíblia nos ensina que muitos viram a Deus.

 

Tabela 2 – Muitos viram a Deus:

Ocorrência

 
Êx 33:11 “Falava o SENHOR a Moisés face a face, como qualquer fala a seu amigo…”
Dt 5:4 “Face a face falou o SENHOR conosco, no monte, do meio do fogo.”
Dt 34:10 “… Como Moisés, com quem o SENHOR houvesse tratado face a face”
Jó 19:27 “Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus. Vê-lo-ei por mim mesmo, os meus olhos o verão, e não outros…”
Jó 42:5 “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem.”
Ez 15:7 “Voltarei o rosto contra eles… e sabereis que eu sou o SENHOR…”
Ez 39:29 “Já não esconderei deles o rosto, pois derramarei o meu Espírito…”

1.a) Teofania no Antigo Testamento

Deus é espírito (Jo 4:24) e desde o primeiro livro da Bíblia (Gn 1:2) até o último (Ap 22:17) fala do Espírito de Deus. Deus que é espírito, por isso invisível aos olhos da carne, se manifestou várias vezes em forma física no Antigo Testamento (não confundir com panteísmo*). Embora ninguém possa ver o Espírito de Deus, os patriarcas viram manifestação de Deus. Já no Novo Testamento, este mesmo Senhor, o Criador do Universo, veio em forma humana: JESUS CRISTO, especialmente para morrer na cruz e derramar o Seu sangue a fim de nos redimir do pecado, como veremos mais adiante.

 

*O panteísmo acredita que os elementos da natureza como o sol, a lua, o fogo, água, terra, etc. é Deus.

Compreendendo a teofania, não há como admitir a doutrina trinitária ou tri unitária.

 

1.b) O Senhor Deus se manifestou ao homem em coisa:

 

Ocorrência

 
Gn 15:17 “Fogareiro fumegante e tocha de fogo”
Êx 3:4 “… Deus, do meio da sarça, o chamou e disse: Moisés!…”

 

1.c) O Senhor Deus se manifestou ao homem através de fenômenos da natureza:

Ocorrência

 
Êx 13:21 “Numa coluna de nuvem e numa coluna de fogo”
Êx 19:16-19 “O SENHOR descerá sobre ele (monte) em fogo”
Êx 20:18 “Trovões, relâmpagos clangor de trombeta e monte fumegante”
Êx 33:9-10 “Coluna de nuvem”
Jó 38:1 “Do meio de um redemoinho”
Sl 91:4 “Cobrir-te-á com as suas penas, e, sob suas asas, estarás seguro…”

1.d) O Senhor Deus se manifestou ao homem em forma humana:

Ocorrência

 

Comparar com

Gn 18:1 “Apareceu o SENHOR a Abraão…” Gn 18:2 “Levantou ele os olhos, olhou, e eis três homens…”
Gn 32:24 “… E lutava com ele um homem…” Gn 32:30 “… Vi a Deus face a face…”

Em Gênesis 18:1-21 diz que o SENHOR apareceu a Abraão; este levantou os olhos e viu três homens de pé. Abraão os convidou para descansar e pediu para Sara fazer pães e ele mesmo se apressou em preparar um novilho, coalhada e leite para os hóspedes. Então, um deles fez promessa do nascimento de Isaque e ainda falou da destruição de Sodoma e Gomorra. Já no Versículo 22, diz que “aqueles homens” partiram para Sodoma, enquanto Abraão permaneceu na presença do SENHOR. No Capítulo seguinte, diz claramente que apenas dois anjos apareceram a Ló em Sodoma, e que estes dois (não três), guiaram Ló e a sua família para fora da cidade a fim de não serem destruídos. Dos três homens que apareceram a Abraão, um deles era teofania de Deus e os outros dois eram anjos.

 

1.e) O Senhor Deus se manifestou ao homem em forma de anjo:

Repare bem o que diz em Gn 31:11-13: o Anjo de Deus disse “Eu sou o Deus de Betel”. Se o leitor prestar atenção, vai se perguntar: era Anjo ou era Deus quem apareceu a Jacó? A resposta é: era Deus em forma de Anjo. A expressão Deus de Betel não se refere a outro deus, mas diz do mesmo Senhor que havia aparecido a Jacó há anos em Gn 28:10-22, quando Ele prometeu que faria Jacó voltar àquela terra.

 

Confira outras teofanias em anjo:

Ocorrência

 

Comparar com

 

Comparar

com

Gn 32:24 “… E lutava com ele um homem…” Os 12:4 “Lutou com o anjo e prevaleceu…” Gn 32:30 “Vi a Deus face a face…”
Êx 3:2 “Apareceu-lhe o Anjo do SENHOR numa chama de fogo, no meio de uma sarça…” Êx 3:4 “… Deus, do meio da sarça, o chamou e disse: Moisés! Moisés! Ele respondeu: Eis-me aqui!” Êx 3:6 “… Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó”
Ocorrência  

Comparar com

 

Comparar com

 
Êx 19:3 “Subiu Moisés a Deus, e do monte o SENHOR o chamou e lhe disse…” At 7:38 “… Com o anjo que lhe falava no monte Sinai…” At 7:30 “Decorridos quarenta anos, apareceu-lhe… um anjo…”

 

A expressão “O anjo do SENHOR” às vezes se refere a uma teofania de Deus, mas outras vezes denota apenas um anjo. Veja alguns exemplos em que não ocorrem teofanias:

 

Ocorrência

Não é teofania por que:

2Sm 24:16 Está claro que o SENHOR falou ao Anjo
Lc 1:30 Este anjo tinha nome: Gabriel (Lc 1:26)
Ap 22:8-9 O anjo censurou severamente o João que se prostrou diante dele

No livro de Josué 5:13-15, há registro de que Josué se prostrou diante do príncipe do exército do SENHOR e o adorou, porém, ao contrário do que aconteceu com João em Ap 22:8-9, não foi repreendido. Por que o príncipe do exército do SENHOR não repreendeu a Josué? Porque, na verdade, o príncipe do exército do SENHOR era teofania.

 

1.f) O Senhor Deus apareceu ao homem:

Existem outras teofanias ou manifestações de Deus no Antigo Testamento que não estão associadas a qualquer forma angelical ou humana em particular.

Confira:

Ocorrência

 
Gn 12:7 “Apareceu o SENHOR a Abraão…”
Ez 3:23-24 “Levantei-me e saí para o vale, e eis que a glória do SENHOR estava ali… Então, entrou em mim o Espírito, e me pos em pé, e falou comigo…”
Am 9:1 “Vi o Senhor; que estava em pé junto ao altar…”

2. Há teofania no Novo Testamento?

O Novo Testamento não registra nenhuma teofania de Deus em forma humana a não ser JESUS CRISTO. É obvio que JESUS era mais que uma teofania; Ele não era só Deus aparecendo na forma de um homem, mas Ele era vestido com verdadeiro corpo e natureza humana. Por isso, não há nenhuma necessidade de teofanias no Novo Testamento. Deus se revela completamente em Jesus Cristo; Ele é a imagem expressa do Deus invisível, o brilho de sua glória, e a imagem expressa de sua pessoa. 

“Este é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.” (Cl 1:15) 

 

“Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser […]” (Hb 1:3)  

 

Também, não há menção do Anjo do Senhor nos Evangelhos ou nas Epístolas; apenas uma referência ao Antigo Testamento em Atos 7:38. É necessário perguntar por que razão uma figura tão destacada no Antigo Testamento desaparece subitamente no Novo Testamento? A resposta é clara, não desapareceu. Apenas assumiu uma diferente forma. Na Nova Aliança o Anjo do Senhor encarnou como Jesus, o Messias. Todos os atributos e trabalho antes descritos como sendo do Anjo do SENHOR são agora encontrados em Cristo. 

“Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho […]” (Hb 1:1-2)

 

3. JESUS CRISTO é DEUS em forma humana:

Sendo Deus um Espírito invisível e onipresente, Ele realmente assumiu várias formas e manifestações temporárias ao longo do Antigo Testamento de forma que o homem pudesse vê-lo. Porém, a Bíblia não registra qualquer manifestação física permanente de Deus até o nascimento de JESUS CRISTO. A teofania em JESUS CRISTO é bem clara no Livro de Isaías e no Evangelho segundo Mateus, que por sua vez, confere com os registros de João:

“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco).” (Is 7:14 e Mt 1:23)

 

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.” (Jo 1:14)

 

Certa vez, o Senhor Jesus perguntou aos seus discípulos “quem dizeis que eu sou? Respondendo Simão Pedro, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Então, Jesus lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus.” (Mt 16:15-17). A expressão “carne e sangue” que o Senhor usou pode se referir a Sua carne e sangue, pois em Lc 24:37-43 está escrito que os discípulos ao verem o Senhor Jesus ressuscitado, ficaram atemorizados e duvidaram no coração pensando estarem vendo um espírito. O Senhor mostrou as Suas mãos e pés e ainda pediu para que o apalpassem e disse: “… Porque um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho”.  Também a Tomé, o Senhor disse: “Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram.” (Jo 20:29). Como observamos, o corpo físico (a carne e o sangue) de Deus não ajudou na compreensão dos discípulos, nem dos patriarcas; mas a revelação que o Pai nos dá é que abre o nosso entendimento.

 

Esta verdade também foi revelada ao Apóstolo Paulo que escreveu: 

“[…] Aquele que foi manifestado na carne foi justificado em espírito, Contemplado por anjos, pregado entre os gentios, crido no mundo, recebido na glória.” (1Tm 3:16)

 

As Escrituras declaram que nenhum homem viu ou pode ver Deus, exceto Ele próprio (Jo 6:46). Porém muitas aparições de Deus são relatadas no Antigo Testamento, conforme já referimos e a declaração expressa de Jesus de que aquele que O viu também viu o Pai : 

“E quem me vê a mim vê aquele que me enviou” (Jo 12:45)

 

O Espírito Santo se fez carne e resgatou a Sua igreja com o Seu próprio sangue (Cf. At 20:28) e isso está em perfeita harmonia com Jo 1:1-2 e 11, que diz “O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu.” e “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.” 

“Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai? Não crês que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo por mim mesmo; mas o Pai, que permanece em mim, faz as suas obras.” (Jo 14:9-10)

 

4. JESUS CRISTO é Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da paz

Quando Manoá, pai de Sansão, perguntou ao Anjo do Senhor o Seu Nome, Ele respondeu: “… porque perguntas assim pelo meu nome, visto que é maravilhoso?” (Jz 13:18). Uma comparação desta resposta com a passagem de Is 9:6, demonstra claramente que o Anjo do Senhor que apareceu a Manoá é o Menino profetizado por Isaías: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; […] e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da paz ” (Is 9:6) que, é o Deus Conosco referido em Is 7:14: “Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel.”

 

João 12:38-41 e Isaías 6:1 identificam expressamente o Único Deus com JESUS CRISTO.

 

ISAÍAS Cap. 6 (Antigo Testamento)

JOÃO Cap. 12 (Novo Testamento)

“…Eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono…” (Vers. 1) “Isto disse Isaías porque viu a glória dele e falou a seu respeito.” (Vers. 41)
O que disse o Senhor a Isaías? Falou a respeito de quem?
“… Vai e dize a este povo: Ouvi, ouvi e não entendais; vede, vede, mas não percebais.” (Vers. 9)

“…Para que não venha ele a ver com os olhos, a ouvir com os ouvidos e a entender com o coração, e se converta, e seja salvo.” (Vers. 10) 

 

JESUS CRISTO – “Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos, nem entendam com o coração, e se convertam, e sejam por mim curados” (Vers. 40)

 

Toda a Bíblia, desde Gênesis, até Apocalipse nos ensina que Deus é único; e que esse Deus é JESUS CRISTO. Por isso, está registrado que, quando Paulo abordou alguns discípulos em Éfeso perguntando-lhes a respeito do recebimento do Espírito Santo, eles foram batizados em o nome do Senhor Jesus, depois de terem ouvido a explicação do Apóstolo. (At 19:1-7)

 

A Bíblia é clara em dizer que Deus é único. O cristianismo é uma religião monoteísta, portanto deus tri uno ou trindade, não é ensinamento cristão.

“Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.” (2Co 4:3-4)