Somos todos iguais?

“Dessarte, não pode haver judeu nem grego; nem escravo nem liberto; nem homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.” (Gl 3:28)

 

Paulo na epístola ao gálatas diz que somos todos iguais. Pedro disse que somos um povo exclusivo e separado (1Pe 2:9); já o Senhor disse: “Retirai-vos do meio deles, separai-vos” (cf. 2Co 6:17).

 

Não teremos nenhuma dificuldade em entender estas palavras, se verificarmos o contexto da mensagem. Uma verificação atenta aos versículos anteriores e posteriores explica por si só a postura correta que o crente deve tomar:

 

Os crentes devem ser humildes e se considerarem iguais perante Deus, pois fomos feitos filhos do mesmo SENHOR; porém não podem se rebaixar a ponto de se esquecer que foram lavados e purificados no precioso sangue de Jesus Cristo e se envolver no curso deste mundo com as pessoas que desprezam o evangelho.

 

Somos e devemos ser todos iguais perante o SENHOR, porém, obrigatoriamente, devemos ser diferente dos incrédulos.