A verdadeira religião

A palavra “religião” se originou do verbo “religar”, e diz a respeito do caminho de volta do homem ao seu Criador.

 

Pela própria definição da palavra, nunca devemos usar a expressão como “fazer tudo isso só por causa de religião”. Se a religião é o caminho de volta a Deus, deve ser tratada com muito temor e dedicação, tendo em mente que tudo que fizermos ao Senhor, ainda será pouco.

“[…] Aquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia. “ (1Pe 2:9-10)

 

Religião é invenção dos homens?

Há quem diga que religião é criação dos homens, mas isto é falso; pois a própria Bíblia cita e nos ensina a respeito da verdadeira religião que deve ser sagrada e pura (Tg 1:26). A verdadeira religião é também chamada de:

1) Caminho (At 19:23), e este termo, por sua vez, pode-se subdividir em termos como o Caminho do Senhor (2Sm 22:31), o Caminho da paz (Rm 3:17-18).  O nosso Senhor Jesus Cristo disse:

“[…] Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (Jo 14:6)

 

2) Vereda (Is 2:3),

3) Sã Doutrina (1Tm 6:3-4),

4) Ensinamento (Pv 4:20), evangelho (2Ts 2:14), fé cristã, entre outros.

 

O que dizer a respeito da frase “Futebol, política e religião não se discute”?

Não devemos por o que é sagrado no mesmo nível de qualquer sistema mundano. A verdadeira religião não é para se discutir, mas para crer com reverência.

“[…] No ensino, mostra integridade, reverência,” (Tt 2:7)

 

Piedade

Ao contrário do termo religião, a palavra piedade e seus derivados ocorrem muito mais frequentemente nas Escrituras. Ela significa crença correta, e por outro lado um modo correto de agir. A piedade é derivada do poder de Deus (2Pe 1:3). O mistério da piedade (1Tm 3:16) é a doutrina fundamental centralizada em JESUS CRISTO, o nosso Senhor que é a origem e o critério da fé e do comportamento verdadeiramente cristão.

 

É verdade que a religião não salva ninguém?

Ao analisarmos este dito popular bastante difundido na nossa sociedade, entendemos que realmente não é a religião que salva, mas JESUS CRISTO, o único salvador, assim como, podemos dizer que não é o batismo em si que salva as pessoas, mas sim JESUS. O que alguns esquecem de dizer, é que através da obediência às palavras do Salvador, temos acesso à salvação, e como vimos acima, JESUS CRISTO é o Caminho; Ele é o Mediador (1 Tm 2:5) – não basta somente crer que Ele existe*; mas crer também no Seu ensinamento e guardá-lo. Portanto, se dizer religioso, porém sem compromisso, nem obediência, não resolve nada!

“Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes […]” (Tg 1:22)

*Até os demônios creem, mas, nem por isso, serão salvos (cf. Tg 2:19)

 

O centro do problema não são apenas as falsas religiões, mas também os falsos convertidos que não se dedicam, nem se esforçam em conhecer o verdadeiro Caminho. A respeito destes, Pedro escreveu:

“E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade” (2Pe 2:2)

 

A verdadeira religião é compromisso com Deus

“Atendei-me, povo meu, e escutai-me, nação minha; porque de mim sairá a lei, e estabelecerei o meu direito como luz dos povos.” (Is 51:4)

 

Falsas religiões

Como disse anteriormente, há muitas pessoas decepcionadas, vítimas de falsas religiões. Muitas delas ficaram tãoporta desacreditadas que rejeitam o envolvimento com qualquer doutrina, até mesmo com a Verdadeira. Por isso, algumas seitas mudaram as suas táticas de propaganda e agora insistem em dizer que não são uma religião, mas filosofia, relaxamento, ou outras camuflagens. De fato, é tendência humana achar que religião é filosofia ou estilo de vida – daí os dizeres como: não importa a religião; ou tudo que fala de Deus é bom.

 

A falsa religião é chamada de rudimento do mundo (Cl 2:8); heresia destruidora (2Pe 2:1); caminho errado (Tg 5:20); porta larga e caminho espaçoso que conduz à perdição (Mt 7:13).

 

O pecado engana, corrompe e afasta o homem de Deus; e isso faz com que homem se acomode no erro. Quando Adão e Eva viviam na doutrina de Deus, estavam constantemente debaixo da maravilhosa bênção do SENHOR, mas quando adotaram a doutrina do engano, foram expulsos da presença divina e restou-lhes o caminho da perdição. As falsas religiões não religam o homem a Deus, somente o afasta ainda mais da Sua presença.

 

John Lennon lançou a canção Imagine no começo da década de 1970, a qual fez um grande sucesso que segue até os dias de hoje. Ela fala da paz mundial e aponta como a causa de toda a desgraça terrena, entre outras, a religião – um tremendo erro, pelo menos quando se trata da verdadeira Religião.