Recebei o Espírito Santo (Jo 20:22)

Certa noite, JESUS recebeu visita de um fariseu chamado Nicodemos e disse-lhe: Quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus” (Jo 3:5). Depois de ter ressuscitado, JESUS apareceu aos discípulos e disse: “Recebei o Espírito Santo” (Jo 20:22).

 

Paulo lembrou os irmãos em Corinto de que o Espírito Santo habita nos crentes (1Co 3:16 e 6:19); e à igreja em Roma disse que quem não tem o Espírito de Cristo não pertence a Cristo (Rm 8:9). Aos efésios escreveu que o Espírito Santo é selo de Deus, e penhor da nossa salvação (Ef 1:13-14). Todas estas palavras nos mostram o quão é importante recebermos o Espírito de Deus.

 

Os profetas do Antigo Testamento também anunciaram a importância do recebimento do Espírito Santo:

“Pelo que por lábios gaguejantes e por língua estranha falará o SENHOR a este povo, ao qual ele disse: Este é o descanso, dai descanso ao cansado; e este é o refrigério […]” (Is 28:11-12)

 

“E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões.” (Jl 2:28)

 

“Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.” (Ez 36:26-27)

 

O cumprimento das profecias foi confirmado por Pedro e testemunhado por inúmeras pessoas no dia de Pentecostes, confira o discurso de Pedro:

“Estes homens não estão embriagados, como vindes pensando, sendo esta a terceira hora do dia. Mas o que ocorre é o que foi dito por intermédio do profeta Joel: e acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos jovens terão visões, e sonharão vossos velhos; até sobre os meus servos e sobre as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e profetizarão.”  (At 2:15-21)

 

Veja a seguir outros versículos onde se falam da importância de receber o Espírito Santo:

  • “[…] Recebestes, porventura, o Espírito Santo quando crestes? […]” (At 19:2);
  • “Eu batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.” (Mt 3:11);
  • “Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.” (Jo 14:26);
  • “Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome expelirão demônios; falarão novas línguas” (Mc 16:17);
  • “Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuosos, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outas línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.” (At 2:1-4);
  • “Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (At 2: 38);
  • “Ainda Pedro falava estas coisas quando caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra […] Pois os ouviam falando em línguas e engrandecendo a Deus […]” (At 10: 44-47);
  • “Quando, porém, comecei a falar, caiu o Espírito Santo sobre eles, como também sobre nós, no princípio. Então, me lembrei da palavra do Senhor, quando disse: João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo.” (At 11:15-16);
  • “Perguntou-lhes: Recebestes, porventura, o Espírito Santo quando crestes? Ao que lhe responderam: Pelo contrário, nem mesmo ouvimos que existe o Espírito Santo.” (At 19:2);
  • “E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto falavam em línguas como profetizavam.” (At 19:6);
  • “Dou graças a Deus, porque falo em outras línguas mais do que todos vós.” (1Co 14:18);
  • “Portanto, meus irmãos, procurai com zelo o dom de profetizar e não proibais o falar em outras línguas.” (1Co 14:39);