O verdadeiro Jejum

Em Isaías capítulo 58 está escrito a respeito de jejum. O povo de Israel procurava o SENHOR e jejuava, porém o SENHOR não atentava para as orações e jejuns daquele povo. Então o povo pergunta a Deus:

 

“Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos a nossa alma, e tu não o levas em conta? […]” (vers.3)

 

E o SENHOR responde:

 

” […] Eis que no dia que jejuais, cuidais do vosso próprios interesses e exigis que se faça todo o vosso trabalho. Eis que jejuais para contendas e rixas e para ferirdes com punho iníquo.” (vers. 3)

 

O jejum aceitável (cf. vers. 6 e 7)

  • soltar as ligaduras da impiedade;
  • desfazer as ataduras da servidão;
  • deixar livres os oprimidos;
  • despedaçar todo jugo;
  • ajudar o próximo.

 

Jejuar não significa necessariamente, deixar de se alimentar. O jejum bíblico significa renunciar a alguma coisa e substituir por mais tempo a Deus. Veja que para o cumprimento do jejum em Is 58 há promessas maravilhosas (cf. vers. 8-12); mas não termina aí. No versículo 13 está escrito a respeito do sábado, o dia que o SENHOR abençoou e santificou (cf Gn 2:3) e também o sinal entre Deus e o seu povo:

 

“Também lhes dei os meus sábados, para servirem de sinal entre mim e eles, para que soubessem que eu sou o SENHOR que os santifica.” (Ez 20:12)

 

“[…] Então te deleitarás no SENHOR”

O que chama atenção no versículo 13 é a promessa que diz: “deleitarás no SENHOR”. Isso é simples e de suma importância: Não adianta apenas praticar os mandamentos por aparência ou por obrigação, e sim, tudo deve vir de coração movido pelo Espírito Santo, caso contrário, nos tornaremos como os fariseus ou como meros agentes sociais e não é esse o objetivo da nossa fé. Com o coração sobrecarregado, sem descanso e ansioso, o homem pode até conseguir fazer algo, no entanto, após algum tempo desanimará, pois faltará deleite na obra do SENHOR. Observe que é importante não apenas o que e o quanto se faz, e sim, como se faz.

 

O nosso SENHOR não deseja um jejum sofrido para os Seus filhos, mas obediência seguida de deleite. Deleitar é ficar muito satisfeito; se contentar; sentir imenso prazer; ou deliciar.