O jejum aceitável

Em Isaías capítulo 58 está escrito a respeito de jejum. O povo de Israel jejuava, porém o SENHOR não atentava para as orações e  jejuns daquele povo. Por isso o povo perguntava a Deus:

“Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos a nossa alma, e tu não o levas em conta? […]” (Is 58:3)

 

E o SENHOR respondia:

“[…] Eis que no dia que jejuais, cuidais do vossos próprios interesses e exigis que se faça todo o vosso trabalho. Eis que jejuais para contendas e rixas e para ferirdes com punho iníquo.” (Is 58:3)

O SENHOR com muito amor ensina ao povo o jejum aceitável (Cf Is 58:6-7):

  • Soltar as ligaduras da impiedade;
  • Desfazer as ataduras da servidão;
  • Deixar livres os oprimidos;
  • Despedaçar todo jugo;
  • Ajudar o próximo.

 

Para o cumprimento desse jejum há promessas maravilhosas (Cf. Is 58: 8-12), mas não termina aí, pois no versículo 13 (Is 58) está escrito a respeito do Sábado, o dia que o SENHOR abençoou e santificou (Cf. Gn 2:3) e também o sinal entre Deus e o seu povo:

“Também lhes dei os meus sábados, para servirem de sinal entre mim e eles, para que soubessem que eu sou o SENHOR que os santifica.”

(Ez 20:12)

 

E ainda o versículo diz algo simples, porém de suma importância: deleitarás no SENHOR.

 

Não adianta apenas praticar os Mandamentos (seguir o jejum) por aparência ou como um jugo; e sim, tudo deve vir de coração movido pelo Espírito Santo, caso contrário nos tornaremos como os fariseus. Com o coração sobrecarregado, sem descanso e ansioso, o homem até pode conseguir fazer algo, no entanto, após algum tempo desanimará por faltar deleite (prazer) na Obra do SENHOR. Perceba que é importante não apenas o que e o quanto se faz; e sim, como se faz.

 

Irmãos, façam muitas coisas, realizem-se! Porém não se esqueçam que sábado é dia do SENHOR! Descansem se deleitando na presença do SENHOR.

“Porque o Filho do homem é senhor do sábado.”(Mt 12:8)