Nossos velhos e jovens

“Ora, tinha Jesus cerca de trinta anos ao começar o seu ministério […]” (Lc 3:23)

 

Quem tem trinta anos é jovem ou velho? Bem, isto depende da referência – quando se trata de idade, quase sempre, cada um de nós nos colocamos como a própria referência. Assim sendo, quando eu era adolescente, ao ler a Bíblia, via o nosso Senhor e os Seus discípulos como ADULTOS sérios reunidos para uma missão muito sagrada. Hoje, já com mais de trinta anos, vejo nos mesmos capítulos da Bíblia, JOVENS sérios reunidos para uma missão muito sagrada.

 

É maravilhoso saber que há quase dois mil anos, muitos jovens seguiram o igualmente jovem Senhor Jesus, o Deus Único que viera ao mundo nascido de Maria. Jovens sérios e cheios de fé que buscaram o Reino de Deus e a sua justiça (cf. Mt 6:33) e que após terem reconhecido Jesus Cristo como o único Senhor e Salvador da humanidade, dispuseram a dar as suas próprias vidas para anunciar o Seu Nome e o Seu Evangelho (cf. Mt 10:16-23). É maravilhoso também repararmos nas pessoas com mais idade que igualmente foram humildes em ouvir o jovem Senhor e os Seus discípulos.

 

Por outro lado, é lamentável vermos jovens e velhos  caminhando na perdição, ambos sem o mínimo de discernimento espiritual. Juventude não é sinônimo de irresponsabilidade nem  velhice de ociosidade.

“Amado, não imites o que é mau, senão o que é bom. Aquele que pratica o bem procede de Deus; aquele que pratica o mal jamais viu a Deus.” (3Jo 11)

 

Nós, porém, como povo de propriedade exclusiva de Deus (1Pe 2:9), brilhemos como luzeiros no mundo (Fp 2:15), assim como os idosos Noé, Abraão, Moisés, Ana (Lc 2:36-38) e jovens como José, Samuel, Davi, Daniel, Timóteo, Tito e muitos outros que viveram e morreram para a glória de Deus.

 

ワシ “Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” (Is 40:30:31)

 

Em Tt 2 encontramos recomendações preciosas a todos os cristãos, tanto a jovens quanto a velhos.

“Tu me tens ensinado, ó Deus, desde a minha mocidade; e até agora tenho anunciado as tuas maravilhas. Não me desampares, pois, ó Deus, até à minha velhice e às cãs; até que eu tenha declarado à presente geração a tua força e às vindouras o teu poder.” (Sl 71:17-18)

 

Que possamos ter nas igrejas filhos de Deus cheios do Espírito Santo que oram, louvam, profetizam e dão testemunhos maravilhosos a respeito do Senhor e de tudo o que o Ele tem nos feito e concedido, porque para esse propósito fomos chamados (cf. Rm 8:28). Para a glória do nosso Deus, Amém!

“E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão e vossos jovens terão visões; até sobre os servos e sobre as servas derramarei o meu Espírito naqueles dias.” (Jl 2:28-29)