Música: cuidado com o que você ouve

A música é a forma mais alta de expressar algo a alguém, sejam elas louvores (elogios), mensagens sentimentais, protestos ou ideologias, mas muitas vezes são depravadas.

 

A influência que a música nos traz é muito forte, porque os seus componentes básicos estão diretamente relacionados ao ser humano. Repare que a música é composta, entre outras, de melodia, letras e ritmo; e o homem, por sua vez, é alma, mente e corpo. Quando a música é interessante, o corpo começa a se mexer naturalmente tomando o ritmo, a mente procura conhecer as letras e o espírito se entrega à emoção da melodia.

 

No princípio, a música foi criada por Deus como uma ferramenta de adoração, e os primeiros cantores e instrumentistas foram os anjos de Deus (Jó 38:4-7); depois, os homens santos que se dedicaram ao SENHOR como Moisés (Êx 15:1-19; Dt 32:1-43); Miriã (Êx 15:20-21); Davi; Salomão; Jeremias; Isaías; Ana; Maria; Zacarias, pai de João Batista; e Paulo. Já no Livro de Apocalipse há uma profecia que diz que todos os povos, línguas e nações louvarão ao SENHOR Deus adorando-O com joelhos dobrados e ainda cita cânticos novos, específicos e dos anjos.

 

Não devemos nos esquecer de que Satanás era um daqueles anjos músicos da criação que precipitando dos céus, apareceu no Éden para semear a destruição. A tradução bíblica Almeida Revista e Corrigida nos alerta com uma informação importante para despertarmos para o perigo de ouvir música qualquer:

“Estiveste no Éden, jardim de Deus; de toda a pedra preciosa era a tua cobertura: sardônia, topázio, diamante, turquesa, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e ouro; em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados.” (Ez 28:13)

 

Sim, Satanás era um maestro que regia louvores com os anjos, pois o SENHOR habita no meio dos louvores (Sl 22:3). Após a sua queda, Satanás não abandonou a música e continua usando-a, não mais para louvar ao SENHOR, mas para corromper a humanidade. O diabo sabe que a música tem poder de mudar pensamento e comportamento humano; por isso vemos que em todos os cantos do planeta existem canções profanas, sensuais, que incitam violência, drogas, suicídio, etc. inspiradas pelo maligno, coisas estas que não devemos cantar, nem ouvir.

 

Mensagem da música

O que é mensagem? Mensagem é o objeto da comunicação, informação ou da apresentação. Diante disto, a música acaba por se comunicar com seu ouvinte, e isso acontecendo diversas vezes introduzirá no mesmo algo que ela traz. Vemos por aí diversos grupos de fãs de determinados cantores ou bandas que seguem à risca tudo os que eles expressam em suas canções.

 

Outras músicas mundanas tem seu sentido mais voltado para o lado sentimental, romântico, enaltecendo o sentimento carnal de um ser humano por outro. Em outros casos, é depravação, protesto e rebeldia.

 

Abrindo-se os olhos espirituais, percebe-se que tudo isto foi feito tanto para a degradação do homem como para a exaltação dos sentimentos da humanidade, afastando-se assim de Deus.

 

Da mesma forma que a música pode nos aproximar de Deus, ela também pode nos afastar Dele. Por isso, precisamos ser cautelosos, pois a música pode influenciar nossos atos para o bem ou para o mal, sem que nos apercebamos. Então, procure prestar atenção no:

  •  propósito da música – o que ela promove;
  • estilo de música;
  • conteúdo da letra.

 

Nenhum crente deve ser levado pelas emoções de músicas mundanas, mas a Bíblia nos ensina a buscar um padrão para a vida cristã saudável:

“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” (Fp 4:8)

 

“Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, vós também sereis manifestados com ele, em glória.” (Cl 3:2-4)

 

Já a mensagem de 2Co 10:5 nos ensina que devemos levar “cativo todo pensamento à obediência de Cristo”. Esses ensinamentos deixam claro que tipo de música não devemos escutar. Atente para outros conselhos bíblicos:

  • “O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está cheio o coração.” (Lc 6:45);
  • “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12:2);
  • “Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, mas sim o Espírito que vem de Deus, para que conheçamos o que por Deus nos foi dado gratuitamente.” (1Co 2:12);
  • “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (1Co 6:12);
  • “Todas as coisas são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas são lícitas, mas nem todas edificam.” (1Co 10:23);
  • “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para glória de Deus.” (1Co 10:31);
  • “Digo, porém: Andai no Espírito, e jamais satisfareis à concupiscência da carne.” (Gl 5:16);
  • “E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.” (Gl 5:24);
  • “Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá a vida eterna.” (Gl 6:8);
  • “Amados, exorto-vos, como a peregrinos e forasteiros que sois, a vos absterdes das paixões carnais, que fazem guerra contra a alma” (1Pe 2:11);
  • “Para que, no tempo que ainda vos resta na carne, já não vivais de acordo com as paixões dos homens, mas segundo a vontade de Deus.” (1Pe 4:2).

 

Louvores são orações cantadas, e toda oração tem que ser dirigida ao SENHOR. Veja alguns exemplos nas Escrituras:

  • “Celebrar-te-ei, pois, entre as nações, ó SENHOR, e cantarei louvores ao teu nome.” (2Sm 22:50);
  • “Para que o meu espírito te cante louvores e não se cale. SENHOR, Deus meu, graças te darei para sempre.” (Sl 30:12);
  • “Deus é o Rei de toda a terra; salmodiai ao nosso Rei, cantai louvores.” (Sl 47:7);
  • “Celebrai com júbilo ao SENHOR, todos os confins da terra; aclamai, regozijai-vos e cantai louvores.” (Sl 98:4);
  • “Cantarei ao SENHOR enquanto eu viver; cantarei louvores ao meu Deus durante a minha vida.” (Sl 104:33);
  • “Nos seus lábios estejam os altos louvores de Deus […]” (Sl 149:6).

 

Cuidado para não profanar, nem blasfemar!

Povo de Deus: rejeite músicas que profanam a santidade de Deus! Elas são criações de cantores mundanos que ao compor a música, certamente as compõem com uma certa melancolia, tristeza, rebeldia, malícia, sensualidade, etc., que claramente são obras da carne. Os compositores também se dão o trabalho de consagrar essas músicas às pessoas e até mesmo aos demônios. Então, essas músicas são compostas por: maldições (frustrações amorosas, casamentos que não deram certo, abandonos, etc.); consagrações (pois quando se compõe uma música, pensa-se em alguém, instantaneamente a música é consagrada para a tal pessoa pensada); idolatria, palavras torpes (que não acrescentam em nada), indecência, sensualidades, etc.

Veja: https://vezes7.wordpress.com/2011/03/09/a-historia-simplificada-de-satanas-que-toda-a-nacao-cantou/

 

 

Cuidado também com músicas chamadas “evangélica” ou “gospel” recheadas de heresias cantadas principalmente por cantoras sensuais!