Morte

Ironicamente, uma das lições mais importantes da vida está na morte. Ao contrastar a vida com a morte e a alegria com a tristeza, Salomão procurou sentido na vida.

“Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, pois naquela se vê o fim de todos os homens; e os vivos que o tomem em consideração.” (Ec 7:2)
 
Ninguém gosta de se despedir de pessoas queridas e importantes. No entanto, apesar da dificuldade e da tristeza que tomam o nosso coração, há benefícios em estar presente nas ocasiões em que a morte é o assunto principal, mas isto somente aos que se refletem no acontecimento.
“Lembrai-vos do vossos guias, os quais vos pregaram a palavra de Deus; e, considerando atentamente o fim da sua vida, imitai a fé que tiveram.” (Hb 13:7)

 

O rico e o Lázaro

Na parábola do rico e do mendigo (Lc 16:19-31) observamos que o mendigo teve o seu nome lembrado pelo Senhor: Lázaro, ao passo que em relação ao rico, a Bíblia apenas diz “um certo homem rico”. A parábola não nos ensina que os ricos não serão salvos; apenas diz que mesmo sendo rico, se não andar no Caminho, terá sido em vão a sua vida.

No dia do Juízo Final, todos compareceremos perante o trono branco do Senhor; e quem não tiver o seu nome no Livro da Vida, não será salvo (Ap 20:11-15). Levemos isto em consideração.

 

“E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo.” (Ap 20:15)

 

O velório não é nada divertido, nem lugar de curiosos. Um dia, todos partiremos, e disto devemos estar cientes. Por mais que cuidemos da nossa saúde e do meio ambiente, a morte é inevitável, a não ser que venha o Glorioso Dia, no qual o nosso Senhor JESUS Cristo juntamente com os Seus anjos que tocando trombetas no céu, descerá do céu para arrebatar a Sua igreja. Neste dia, os vivos serão transformados e os que dormem em Cristo ressuscitarão. Se este dia demorar muito ainda, provavelmente os nossos corpos experimentarão a falência e seremos sepultados.

O ensinamento do Livro de Eclesiastes não implica em desistirmos da vida, visto que o futuro é a morte, pelo contrário, visa a aproveitar da melhor maneira e ao máximo o tempo que o Senhor deu a cada um de nós para então, entrarmos na vida eterna.
“Se os mortos não ressuscitam, comamos e bebamos, que amanhã morreremos.” (1Co 15:32)

 

Um certo pastor me instruiu dizendo: Nas festas, que a sua presença seja breve; no funeral, seja o último a deixar o local.

 

É necessário observar o fim de tudo. Observar é ouvir – não somente o que é audível aos ouvidos, mas também a voz silenciosa do Espírito Santo, e a voz que vem do nosso coração quando paramos para nos refletir.
“O coração dos sábios está na casa do luto, mas o dos insensatos, na casa da alegria.” (Ec 7:4)

 

O luto é uma mensagem de Deus

Paulo disse que quando somos fracos é que somos fortes (cf. 2Co 12:10) e isto é pura verdade. Crescemos mais em momentos de lutas, porque não precisamos lutar nos momentos de alegria.

“Melhor é a mágoa do que o riso, porque com a tristeza do rosto se faz melhor o coração.” (Ec 7:3)

 

A morte é como colação de grau quando termina a vida de estudante e começa vida profissional. O estudante se esforça para este dia, sabendo que em seguida virá a sua realização profissional. Assim, o dia da formatura é melhor do que o primeiro dia de aula.

“Melhor é o fim das coisas do que o seu princípio […]” (Ec 7:8)

 

Assim, se chegarmos ao fim da vida em comunhão com o Senhor e com a expectativa de repousar eternamente na sua graça, será melhor do que o começo da vida.

“Melhor é a boa fama do que o unguento precioso, e o dia da morte, melhor do que o dia do nascimento.” (Ec 7:1)

 

Planejamos e projetamos, mas nenhum trabalho compensa, se não executarmos o projeto. Prêmios são reservados para aqueles que completam as competições, diplomas para os estudantes que concluem os seus cursos, e a Coroa da Justiça aos que completam a carreira em Cristo JESUS:

“Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.” (2Tm 4:7-8)

 

Que cada gota de lágrima que derramamos se transforme em força, fé e esperança; e sejamos sábios para aproveitar a vida que o Senhor nos deu. Ela é oportunidade para a vida eterna!

“Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.” (2Co 5:10)