Monte Ebal e Gerizim

nablus

Nablus, antiga Sicar entre Gerizim (esq) e Ebal (dir)

Gerizim  é  um monte de 869 metros de altitude, ao sul da entrada do vale de Sicar. Neste monte havia um templo samaritano.

 

O Monte Ebal (900m) é um pouco mais alto do que o Gerizim. Ebal e Gerizim são chamados montes gêmeos, pois são muito semelhantes, próximos um do outro, estando apenas separados por um vale, onde situava a cidade samaritana de Sicar, a moderna Nablus.

 

O monte Ebal era desprovido de vegetação, ao contrário do monte Gerizim que se achava coberto. No começo do século passado, os ingleses que ocupavam aquela região reflorestaram parcialmente o monte Ebal.

 

Quando os filhos de Israel conquistaram a terra de Canaã, Josué cumpriu o mandamento do SENHOR que havia recebido por intermédio de Moisés:
 
“Quando, porém, o SENHOR, teu Deus, te introduzir na terra a que vais para possuí-la, então, pronunciarás a bênção sobre o monte Gerizim e a maldição sobre o monte Ebal.” (Dt 11:29)


Séculos mais tarde, os samaritanos construíram um templo no alto do monte Gerizim, em contrapartida aos judeus que construíram o seu templo em Jerusalém. Já no Novo Testamento, o monte Gerizim entra em cena mais uma vez quando a mulher samaritana que se encontrava junto à Fonte de Jacó, disse:

 
“Nossos pais adoravam neste monte; vós entretanto, dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar.” (Jo 4:20)
 

A isto, o Senhor JESUS respondeu:

“Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus. Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores” (Jo 4:22-23)



A declaração do Senhor JESUS indica que não nos é necessário hoje orarmos “em”, “estendendo as mãos para” ou “voltado para” Jerusalém como faziam os antigos (cf 2Cr 6:21, 22, 24, 29 e 32); no entanto é necessário recebermos o Espírito Santo e adorarmos a Deus em espírito e em verdade. O homem não pode adorar a Deus na carne e na falsidade, porque o Verdadeiro Deus não pode aceitar tal hipocrisia. Antes do encontro do Senhor JESUS com a mulher samaritana, o Senhor havia advertido também a Nicodemos:

“O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.” (Jo 3:6-7)
 
E, ainda mais, o apóstolo Paulo disse:
 
“[…] Ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo.” (1Co 12:3 Nova Versão Internacional)

Assim, cheios de Espírito Santo, adoremos ao SENHOR, nosso Deus, em todos os lugares, para a Sua glória. Amém!
 
“Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas […]” (1Tm 2:8)