O que são Mandrágoras citadas na Bíblia?

mandragora

Flores de mandrágoras

 “As mandrágoras exalam o seu perfume, e às nossas portas há toda sorte de excelentes frutos, novos e velhos; eu tos reservei, ó meu amado.” (Ct 7:13)

 

mandragora

Curioso formato de raiz de mandrágoras

Talvez, em algum momento, você tenha ficado curioso em saber o que são mandrágoras mencionadas na Bíblia. Mandrágoras são plantas que possuem raízes de formato bastante estranho mexendo com a imaginação de muitas pessoas desde a antiguidade, e levando-as a crer em superstições. Atribuem-se a elas várias propriedades medicinais.

 

Na Idade Média as mandrágoras foram associadas a rituais de magia como mencionadas no romance Romeu e Julieta, ou no cinema em Harry Potter; daí o termo em inglês, Mandrake,anos 70 do nome do personagem em quadrinhos dos anos 1935 a meados de 1970.

 

ginseng

Chá de ginseng coreano. Observe a figura na caixa.

O ginseng é o “parente” da mandrágora mais conhecido. Os chineses conhecem as propriedades do ginseng e o cultivam desde a antiguidade, porém são os coreanos que tem popularizado através de polivitamínicos ou chás a base de ginseng vendidos atualmente em muitos países.  Em chinês se escreve “人参”, literalmente “aparência humana”; porém, em japonês, “人参” é “cenoura”, indicando ser também da mesma família de plantas.

 

A palavra mandrágora em japonês é “恋なす” (Koi-nassu); traduzido – “berinjela do amor” referindo-se ao fruto da planta. Outras formas encontradas no idioma japonês são:  “朝鮮人参” (Cenoura coreana) e “マンドレーク” , do inglês Mandrak.

 

dudain

mandrágoras

Veja que começamos com o perfume de flores de mandrágoras; fomos às suas raízes de formas estranhas; passamos pelo personagem de quadrinhos; polivitamínicos; cenouras e agora berinjela?! Continuemos seguindo as pistas etimológicas: Berinjela em inglês é “Eggplant”, literalmente “planta ovo”. De fato, os frutos de mandrágoras se assemelham às eggplants.

 

berinjela

Eggplants

Finalmente, mandrágoras em hebraico é “דודאים” (dûdã’im), que significa “planta amor”. Pelo seu nome e pela sua bela cor, muitas culturas a tem relacionada com fertilidade e concepção. Porém, a narrativa bíblica em Gênesis é suficiente para desmistificar a fama de planta milagrosa: O SENHOR Deus abençoou a estéril Raquel com dois filhos – sem mandrágoras.

“E lembrou-se Deus de Raquel, e Deus a ouviu, e abriu a sua madre” (Gn 30:22)

 

As palavras de Cântico dos Cânticos de Salomão 7:13 correspondentes no Novo Testamento estão em Mateus 13:51-52. O Senhor Jesus, depois de ter dado muitos ensinamento a grandes multidões que se reuniram perto Dele, explicou a relação entre o Antigo Testamento representado pelo escriba e “coisas novas” referindo-se às maravilhas do Seu ensinamento:
“Entendestes todas estas coisas? Responderam-lhe: Sim! Então, lhes disse: Por isso, todo escriba versado no reino dos céus é semelhante a um pai de família que tira do seu depósito coisas novas e coisas velhas.”

 

Entendeste todas estas coisas? Vede que não há nada místico nisto!

 

Às vezes, encontramos formas inusitadas em montanhas, nuvens, animais, vegetais e até em minerais, mas  jamais podemos usar tais achados como amuletos ou qualquer outra forma de superstição. Você deve depositar a sua fé no CRIADOR, observar as Suas Palavras sem distorcê-las, e a ELE temer.