Um certo homem de posição, ao se encontrar como Senhor Jesus, ajoelhando-se, perguntou-lhe:
 
“[…] Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?” (Mc 10:17; Lc 18:18)
 
Respondeu-lhe Jesus:
 
“[…] Por que me chamas bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus.” (Mc 10:18; Lc 18:19)
 
Qual o conteúdo deste diálogo, e o que o Senhor quis dizer? Afinal, Jesus é Deus ou não?
Para responder a estas perguntas, farei outra pergunta:

 

Jesus é bom?

É claro que Jesus é bom! Não há nenhum homem justo, a não ser Jesus Cristo homem. Pedro, em sua Epístola, escreveu a respeito de Jesus: “O qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca” (1Pe 2:22). Quanto aos demais homens, Paulo diz: “todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Rm 3:23).
 
Jesus não negou ser Deus ao jovem rico, mas Ele estava forçando o jovem a pensar no que tinha acabado de falar:

 

Você sabe o que está falando? Ou está falando apenas por falar? Só Deus é bom, ou seja,


Jesus é Deus!