Para estudarmos este assunto, utilizaremos a Bíblia JFA – Versão Corrigida, onde os títulos de Deus estão grafados JEOVÁ.
Não precisamos de muitas passagens bíblicas para confirmar que JEOVÁ e JESUS são um e o mesmo Deus:
“Eis a voz do que clama: Preparai no deserto o caminho de Jeová, endireitai no ermo uma estrada para o nosso Deus.” (Is 40:3)

 

Segundo Mateus, a voz do que clama é o João Batista; e a ele cabia a missão de preparar o caminho de JEOVÁ, que é JESUS. Compare:
Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor.  Endireitai as suas veredas.” (Mt 3:3)

 

Quem é o Senhor em Mateus 3:3? O mesmo Jeová de Isaías 40:3. Não há como ser diferente:
“Assim diz Jeová, rei de Israel, e o seu Redentor Jeová dos exércitos: Eu sou o primeiro e eu sou o último, fora de mim não há Deus.” (Is 44:6)

 

Ora, JESUS é o próprio rei de Israel e Redentor; logo, JESUS é JEOVÁ, conforme o versículo acima. Caso contrário, a sua divindade é colocada em dúvida, já que JEOVÁ diz “fora de mim não há Deus”.
O profeta Joel falou de JEOVÁ:
“Acontecerá que todo aquele que invocar o nome de Jeová será libertado” (Jl 2:32)

 

E Pedro deixou claro que o profeta Joel estava falando de Jesus:
“Mas cumpre-se o que dissera o profeta Joel: […] E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.” (At 2:16-21)

 

Paulo também usou a mesma profecia em Rm 10:13, sem porém citar o profeta:
“Todo aquele que invocar o nome do Senhor, será salvo.”

 

Tanto Pedro como Paulo, se referiram ao Senhor JESUS CRISTO.

Não há como fugir do fato de que JEOVÁ é JESUS e JESUS é JEOVÁ. Se não cremos nisso, então não cremos na divindade de Cristo, nem na divindade de JEOVÁ – restando apenas crer em algum tipo de politeísmo.

 

Por que o nome “JEOVÁ” não é encontrado no N.T. ?

Porque simplesmente não existe tal palavra ou equivalente no grego. Quando os judeus traduziram o A. T. para o grego, os tradutores adotaram a palavra grega “Kyrios”, equivalente a “Deus” ou “Senhor”, em lugar do tetragrama “YHWH” ou “YHVH”, comumente usado nas escrituras do Antigo Testamento (Jeová ou Javé é uma forma moderna). Então os escritores do Novo Testamento, que eram judeus vivendo sob uma cultura grega, adotaram o mesmo vocabulário quando escreveram o Novo Testamento.