A igreja perseguida

Coliseu: o maior símbolo de perseguição aos cristãos de toda a história

“Conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico) e a blasfêmia dos que a si mesmos se declaram judeus e não são, sendo, antes, sinagoga de Satanás. Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o Diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O vencedor de nenhum modo sofrerá dano da segunda morte.” (Ap 2:9-11)

 

Sob a fachada de pacificador, o Anticristo, que é manifestação do diabo, vem odiando tudo o que é divino e, com prazer, vem perverter as intenções divinas. Este grande mal vem, já há muito tempo, perseguindo implacavelmente os cristãos e os judeus em toda parte do mundo e está cada vez mais ganhando forças.

Se a igreja é unida e os seus membros obedientes e submissos às leis divinas, torna-se um grande empecilho para o Anticristo, por isso, ele investirá maciçamente na destruição da Igreja (cf. 2Ts 2:7ss). Quando o governo humano tolera o que Deus condena, aqueles que confiam em Deus passam a ser considerados inimigos potenciais e serão tachados de perigosos, intolerantes, fanáticos e inimigos do estado.

 

Na época em que vivemos, do “politicamente correto”, tornou-se politicamente correto banir o ensinamento cristão, os bons costumes, a censura e, quando raramente pode se falar de ‘espiritualidade* em locais públicos como escolas, asilos e cadeias, é vetado falar do Único e Verdadeiro Salvador Jesus Cristo, sob pretexto de que devemos respeitar a liberdade religiosa dos demais. Pode-se falar de paz, amor, bênção, mas somos advertidos a não nos aprofundarmos muito no Verdadeiro Caminho para que não se mencione o nome do Senhor Jesus. Conclusão: tentam rebaixar o evangelho divino ao mesmo nível de religiões pagãs. Esta atitude mundana está profetizada em 2Tm 3:5 –tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também também destes”.

 *(não falam mais fé, religião ou pregação das palavras de Deus para amenizar o motivo da reunião ou encontro).

“Antes, porém, de todas estas coisas, lançarão mão de vós e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença de reis e governadores, por causa do meu nome” (Lc 21:12)

 

As palavras de Deus estão sendo desprezadas pelas instituições educacionais sob o pretexto que “não se deve misturar a Igreja com o Estado” ou “ciência com religião”. Muitos costumam dizer: – “igreja? só socialmente, no casamento de um amigo”, seguido de uma gargalhada, como se o Corpo de Cristo que é a igreja deva ser evitado a todo custo. Os verdadeiros crentes tem sido ridicularizados e marginalizados, a ponto de parecerem antiquados, no meio de uma geração profana e corrupta.

Expressões como “meu Deus do céu”, ou “só resta rezar” tem sido dito e interpretado ironicamente como sinal de fraqueza ou incapacidade e tem sido largamente usado em programas humorísticos para fazer o público ‘chorar de rir’ – ou em outras palavras: zombar do que é divino.

“Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.” (Gl 6:7)

 

Para contribuir com a ação do anticristo, o Caminho da Verdade também está sendo infamada por culpa de falsos cristãos, que usam a palavra divina e fingem ser do rebanho, para propósitos mundanos.

“Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores.” (Jo 4:23)

 

João descreveu em Apocalipse a respeito dos cristãos que combateram o bom combate na fé:

“[…] Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos.” (Ap 20:4)

 

Não nos desanimemos – quanto mais se aproxima o Dia do Senhor, mais se agitará o inimigo. Perseguições e todos os tipos de aflições são previstas, porém, a vitória está garantida: Viveremos e reinaremos com o nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!

“Sereis odiados de todos por causa do meu nome; aquele, porém, que perseverar até ao fim, esse será salvo.”  (Mc 13:13)

 

Confira no www.portasabertas.org.br a situação das igrejas perseguidas no mundo.