História do Catolicismo Romano

“Mas temo que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.” (2Co 11:3)

Gradualmente, a igreja romana foi-se paganizando, desde que abandonou a simplicidade do Evangelho de Cristo, até os dias de hoje, como se vê a seguir:

 

Século

Ano

IV 370 Culto dos santos professado por Basílio de Cesaréia e Gregório de Nazianzo. Primeiros indícios do turibulo (incensário), paramentos e altares nas igrejas, usos esses introduzidos pela influência dos pagãos convertidos.
IV 400 Oração pelos mortos e sinal da cruz feito no ar.
IV 325 Introduzida a doutrina da Trindade.
V 431 Maria é proclamada a “Mãe de Deus”.
VI 593 O dogma do Purgatório começa a ser ensinado.
VI 600 O latim passa a ser usado como língua oficial nas celebrações litúrgicas.
VII 609 Começo histórico do papado.
VIII 758 A confissão auricular é introduzida na igreja por religiosos do oriente.
VIII 789 Início do culto das imagens e das relíquias.
IX 819 A festa da Assunção de Maria é observada pela primeira vez.
IX 880 Canonização dos santos.
X 998 Estabelecimento do Dia de Finados.
X 998 Quaresma.
X 1000 Cânon da Missa.
XI 1074 Proíbe-se o casamento para os sacerdotes.
XI 1075 Os sacerdotes casados devem divorciar-se, compulsoriamente cada um de sua esposa.
XI 1095 Indulgências plenárias.
XI 1100 Introduzem-se na igreja o pagamento da missa e o culto aos anjos.
XII 1115 A confissão é transformada em artigo de fé.
XII 1125 Entre cônegos de Lião, aparecem as primeiras ideias da Imaculada Conceição de Maria.
XII 1160 Estabelecidos os sete sacramentos.
XII 1186 O Concílio de Verona estabelece a “Santa Inquisição”.
XII 1190 Estabelecida a venda de indulgências.
XII 1200 Uso do rosário, por São Domingos, chefe da Inquisição.
XIII 1215 A transubstanciação é transformada em artigo de fé.
XIII 1220 Adoração à hóstia.
XIII 1226 Introduz-se a elevação da hóstia.
XIII 1229 Proíbe-se aos leigos a leitura da Bíblia.
XIII 1264 Festa do Sagrado Coração.
XIV 1303 A Igreja Católica Apostólica Romana é proclamada como sendo a única verdadeira, e somente nela o homem pode encontrar a salvação.
XV 1414 Definição da comunhão com um só elemento, a hóstia. O uso do cálice fica restrito ao sacerdote.
XV 1439 Os 7 sacramentos e o dogma do Purgatório são transformados em artigos de fé.
XVI 1546 Conferida à Tradição autoridade igual à da Bíblia.
XVI 1562 Declara-se que a missa é oferta propiciatória e confirma-se o culto aos santos.
XVI 1573 É estabelecida a canonicidade dos livros apócrifos.
XIX 1854 Definição do dogma da Imaculada Conceição de Maria.
XIX 1864 Declaração da autoridade temporal do papa.
XIX 1850 Declaração da infalibilidade papal.
XX 1950 A assunção de Maria é transformada em artigo de fé.

 

Algumas das datas acima são apenas aproximadas, pois muitas vezes, as doutrinas eram discutidas, algumas durante séculos, antes de serem finalmente aceitas e promulgadas como artigos de fé ou dogmas. Um exemplo disto é o dogma do Purgatório, introduzido na Igreja Romana em 593, mas só declarado artigo de fé no ano de 1439.