Haja luz!

O Livro de Gênesis nos relata que no primeiro dia da Criação, o SENHOR disse: “Haja luz” (Gn 1:3) e houve luz. Como poderia haver luz antes da criação do sol e da lua que só ocorreu no quarto dia (Gn 1:14-19)?

 

Resposta:

Em muitas passagens da Bíblia, o termo luz é empregado para expressar a manifestação da glória de Deus. Certamente, a luz descrita em Gn 1:3 não se trata somente de luz solar. Veja:

  • A Palavra do SENHOR deixa claro que JESUS Cristo é a luz. Lembremos de alguns versículos:

“Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo” (Jo 9:5);

 

“O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más.” (Jo 3:19);

 

“De novo, lhes falava Jesus, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.” (Jo 8:12).

 

  • A Palavra de Deus é luz:

“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos” (Sl 119:105).

 

  • Segundo o Senhor JESUS, nós também somos luz:

“Vós sois a luz do mundo […]” (Mt 5:14);

 

 “A luz dos justos brilha intensamente, mas a lâmpada dos perversos se apagará.” (Pv 13:9).

 

Ao considerarmos a explicação acima, surge um outro problema: Como os vegetais poderiam ter sido criados antes do sol, já que eles dependem de fotossíntese para sobreviverem?

 

Bem, o sol não é a única fonte de luz no universo. Existem milhões e milhões de estrelas no universo. – mas isto não justifica, pois a luz de estrelas não ajudariam muito no crescimento da vegetação.

 

Se você deseja uma solução mais convincente para esta questão, eu diria que é possível que o sol tenha sido criado ainda no primeiro dia, já que em Gn 1:1 diz: “No princípio, criou Deus os céus e a terra” – no céu está incluído o sol, a lua e todos os outros corpos celestes.

 

Em Gn 2:6 diz: “Mas uma neblina subia da terra e regava toda a superfície da terra.” Isto pode significar que o sol que já existia desde o primeiro dia, só passou a ser visível no quarto dia com a dissipação da neblina.

Enquanto a obra do SENHOR no quarto dia, a própria Palavra esclarece que os luzeiros que possivelmente já existiam, passaram a exercer funções sobre a terra.

 

No Novo Céu e Nova Terra não haverá luz do sol, mesmo assim, haverá árvore frutífera. Não será preciso qualquer outra fonte de luz, senão o próprio Senhor Deus que reinará e brilhará no seu reinado eterno:

“Então, já não haverá noite, nem precisam eles de luz de candeia, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus brilhará sobre eles, e reinarão pelos século dos séculos.” (Ap 22:5)

 

“No meio da sua praça, de uma e outra margem do rio, está a árvore da vida, que produz doze frutos, dando o seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a cura dos povos.” (Ap 22:2)

 

Nem mesmo um numeroso exército fortemente armado pode vencer as trevas, a não ser, a luz. JESUS é a luz do mundo que vence as trevas. Aleluia, Amém!!!

 

 “Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.” (2Co 4:6)