Festas judaicas x acontecimentos contemporâneos

Nos tempos de Moisés, o SENHOR ordenou que os judeus comemorassem sete festas solenes. São estas:

  1. Páscoa – Lv 23:4-8 – festa que comemora a libertação do povo de Israel, após 430 de escravidão (Êx 12:40);
  2. Pães Asmos – Êx 23:15; Êx 34:18 – festa que sucede a Páscoa que simboliza a eliminação do pecado do meio do povo de Deus;
  3. Festa da Primícia (Nm 28:26);
  4. Pentecostes – Festa comemorada 50 dias depois da Páscoa. Esta festa é também citada na Bíblia como: Festa da Colheita (Êx 23:16), Festa da Sega (Êx 23:16), Festa das Semanas (Dt 16:10);
  5. Trombetas (Lv 23:23);
  6. Expiação (Lv 23:27);
  7. Tabernáculo (Lv 23:33-43).

Posteriormente, foram instituídas mais algumas festas no calendário judaico:

7. Purim (Et 9) – festa que comemora a salvação dos judeus das mãos dos persas que intentaram a sua destruição completa liderado por Hamã;

8. Dedicação (Jo 10:22).

 

O calendário de Deus

O calendário judaico é calendário de Deus. É interessante notar que muitos acontecimentos antigos ou contemporâneos coincidiram com datas comemorativas judaicas. Veja:

Crucificação do Senhor JESUS Cristo aconteceu em plena Páscoa, mais de 12 séculos depois da primeira Páscoa;

    • A ressurreição do Senhor aconteceu na véspera do dia da Festa das Primícias;
    • No dia de Pentecostes, pela primeira vez, centenas de pessoas receberam o Espírito Santo (At 2);
    • A consagração do Templo em Jerusalém (1Rs 8) foi durante a Festa dos Tabernáculos;
    • A destruição de Jerusalém, bem como o Templo ocorreu na semana da Páscoa do ano 70 d.C.;
      arco de tito

      Destruição de Jerusalém – Alto-relevo no Arco de Tito, Roma

      Você poderá conferir datas citadas abaixo através do conversor de calendário judaico: conversor de datas

 

  • A Festa de Pentecostes do ano de 1967 coincidiu com a volta do controle sobre o Muro das Lamentações para as mãos dos judeus (15/jun/1967);YomYerushalaim-1

 

 

  • O ditador iraquiano Saddam Hussein foi derrotado pelas forças da coalizão militar dos aliados em 28 de fevereiro de 1991, na data em que os judeus comemoravam a Festa do Purim, a vitória dos judeus sobre a força de Hamã (Et 9);Statue - Saddam Hussein

 

 

  • O ataque americano ao Afeganistão começou no dia 7 de outubro de 2001, no sétimo dia da Festa dos Tabernáculos;afghan

 

 

  • 20/mar/2003 – Enquanto Israel comemorava a Festa do Purim, começava uma nova guerra no Iraque;

 

guerra do golfo

Mísseis Scud

 

  • Saddam Hussein se considerava reencarnação de Nabucodonosor, o antigo rei da Babilônia. Onde ficava a antiga Babilônia está hoje o Iraque. Hussein queria reconstruir a antiga cidade de Babilônia que Nabucodonosor havia edivicado. Durante a Guerra do Golfo, Hussein ordenou disparar dezenas de mísseis Scud. Abaixo: grande semelhança entre a Loucura de Nabucodonosor (Dn 4) e Saddam Hussein fugitivo:

    saddam h

    Hussein capturado

Nabucodonosor

Nebuchadnezzar – obra de Willian Blake (1795)

 

 

A Festa das Trombetas

Como sugere o nome, tocava-se trombetas neste dia. Mas por quê?

 

Sua comemoração deve ocorrer no primeiro dia do mês Tishri, data que marca também o Rosh-Hashanah, o dia do ano novo hebraico. As instruções para celebrar uma festa neste dia, marcadacalendarario-judaico pelos toques das trombetas, está em Lv 23:23-25. Vale lembrar que a trombeta não é somente tocada nesta festa, ela acompanha todas as festas bíblicas.

 

O toque da trombeta simboliza, a provisão de Deus. Conforme Gn 22:13, foi justamente um carneiro preso pelos chifres num arbusto que Deus proveu para morrer no lugar de Isaque, filho de Abraão.

 

Além disto, o toque da trombeta também anuncia a volta do Senhor e Salvador JESUS Cristo. Basta observar Mt 24:31, onde o Senhor anuncia que na Sua vinda, os anjos tocarão trombetas. Paulo, ao ensinar os tessalonicenses acerca da volta de Cristo, avisou que os anjos tocarão trombetas celestiais anunciando a vinda do Senhor JESUS (I Ts 4:16).

 

A festa das trombetas marca o primeiro dia de um mês muito especial no ano hebraico. No décimo dia após a Festa das Trombetas ocorre o dia do Yom Kipur, o dia do perdão, ou Dia da Expiação (Lv 23:26 ). No 15o. dia deste mesmo mês, e a vez da última das sete festas bíblicas, a Festa dos Tabernáculos (Lv 23:33).