O Senhor Jesus, depois de ressuscitar dentre os mortos, apareceu aos onze discípulos e deu ordem de evangelização dizendo:
“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28:19)
 
No entanto, ao continuarmos a ler a Bíblia (que não há contradições, nem pode haver) verificamos que na igreja primitiva, os discípulos não só batizavam as pessoas, mas faziam inúmeras obras em nome do Senhor JESUS CRISTO; isto, porque todos eles compreenderam claramente o que o Senhor quis dizer com “em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.

 

Pai, Filho, Espírito Santo não são nomes. Devemos saber o nome do Pai, o nome do Filho, e o nome do Espírito Santo para fazermos as obras neste Nome.

 

Todo pai tem nome. Qual é o nome do nosso Pai Celestial? Qual o nome do Filho que veio ao mundo para nos salvar das trevas do pecado? Espírito Santo tem nome?

 

 

Note bem, o Senhor não disse em nomes, e sim nome porque um só é o nome que pode nos salvar, que é JESUS.
“E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.” (At 4:12)

 

Assim, a Bíblia nos relata que após a ascensão do Senhor, os discípulos foram pregar e batizaram as pessoas que creram em nome do Senhor JESUS CRISTO. Confira:

    • Atos 2:38, no dia de Pentecostes – “Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.”
    • Atos 8:16, Pedro e João em Samaria – “[…] Mas somente haviam sido batizados em o nome do Senhor Jesus.”
    • Atos 10:48, Pedro na casa de Cornélio – “E ordenou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. […]”
    • Atos 19:5, Paulo em Éfeso – “Eles, tendo ouvido isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus.”
    • Atos 22:16, o testemunho de Paulo  “E agora, por que te demoras? Levanta-te, recebe o batismo e lava os teus pecados, invocando o nome dele.”   Nesse versículo também, Paulo não disse “invocando os nomes deles” e sim “invocando o nome dele”, deixando evidente que há apenas um nome.