Ecumenismo

 

Certa vez, pediram-me para fazer uma pregação “mais ecumênica” num local público, pois as pessoas que estavam ali eram de credos diferentes e a minha maneira de expor as Palavras poderia ofender alguns. Até pediram para eu trocar o poderoso nome do SENHOR por termos como “alguém lá de cima”, ou “um poder superior” para tornar a pregação mais aprazível. Bem, quem me fez esse pedido foi uma pessoa que já havia ouvido algumas das minhas pregações e certamente deve tê-las julgadas “radicais“. Na verdade, em nenhum momento da pregação tenho por objetivo ofender as pessoas, porque toda pregação em nome do Senhor JESUS visa salvá-las. Considero as pregações públicas, oportunidade para converter os que ainda andam no pecado para obterem a remissão de pecados e consequentemente receber a salvação mediante o Senhor JESUS. 

“Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportunidades. A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.” (Cl 4:5-6)

 

Mas nem por isso, posso mudar as Palavras a nós reveladas pela Bíblia Sagrada. A palavra acima diz para temperarmos com sal e não dissolvê-las em salmoura. Ora, o nosso Senhor, e os Seus discípulos e profetas não puderam agradar a todos, principalmente, os que já vinham com o coração endurecido. Cf. Mt 13:15 e Is 55:7. Na Bíblia não encontramos nenhum relato de que os homens de Deus omitiram a verdade nos seus discursos.

“Tornei-me, porventura, vosso inimigo, por vos dizer a verdade?” (Gl 4:16)

 

Deus é amor, mas isto não quer dizer que o amor é Deus; não deixarei de pregar a JESUS crucificado, em favor do amor, afinal, neste mundo existe tudo, até amor pelo mal.

 

“Mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus.” (1Co 1:23-24)

 

“Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho! “ (1Co 9:16)

 

Ecumenismo
Ecumenismo é um termo grego (οἰκουμένη) que significa “toda terra habitada” – na linguagem popular, poderia ser traduzida como “todo mundo”. Assim, um “culto ecumênico”, significa “culto para todo mundo”, de qualquer religião ou crença, e é claro, para agradar a todos, no estilo “politicamente correto” porém, biblicamente errado.

A intenção ecumenista é de criar uma religião universal introduzindo “Heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição” misturando as “Sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus” (2Tm 3:15) com a podridão do mundo a fim de tornar mais fácil a implantação dos planos do anticristo.

 

Mentalidade ecumenista
Amor, paz, bondade, caridade, fraternidade, um só deus*, uma só religião, vamos nos unir, já que todos somos filhos do mesmo deus*. Tudo que fala de deus* é bom, por isso vivamos em paz sem discutir religião; afinal, religião é coisa que os homens inventaram… 
*[escrevi com d minúsculo por estar me referindo ao falso]

 

Aparentemente, a proposta do ecumenismo é maravilhosa, porém à luz das Escrituras, vemos coisas verdadeiramente diabólicas nesta ideia:
“Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo” (Cl 2:8)

enredar significa cair na rede ou qualquer outra armadilha semelhante

 

Ecumenismo é traição a Deus em nome dos interesses humanos:
Não faz sentido agradar a todos e desagradar a Deus. Paulo disse:
“Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus?  Ou procuro agradar a homens?  Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo.” (Gl 1:10)

 

As ovelhas de JESUS sabem distinguir a Sua voz, por isso, não segue a qualquer um. Por isso, nenhum irmão deve ser confundido pelas investidas do anticristo: Aquele que acha tudo igual, não conhece o Verdadeiro – está perdido… e como!
“Tornai-vos à sobriedade, como é justo, e não pequeis; porque alguns ainda não têm conhecimento de Deus; isto digo para vergonha vossa.” (1Co 15:34)

 

Na verdade, é impossível reunir as pessoas de crenças diferentes num verdadeiro culto, porque o Senhor mesmo disse:
“Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores.” (Jo 4:23)

 

Na prática, o ecumenismo é uma forma de politeísmo, onde na verdade, acontece um encontro ecumênico de deuses e entidades pagãs.

 

Você conhece as letras da música abaixo? Talvez não as letras, porque as pessoas infelizmente não costumam prestar atenção nas suas mensagens subliminares; mas a música, é muito provável que você conheça, se tiver mais de 15 anos de idade:

Original
Tradução
Imagine there’s no heaven
It’s easy if you try
No hell below us
Above us only sky
Imagine all the people
Living for today.
Imagine there’s no countries
It isn’t hard to do
Nothing to kill or die for
And no religion too
Imagine all the people
Living life in peace.
Imagine não haver paraíso
É fácil se você tentar
Nem inferno abaixo de nós
Acima de nós apenas o céu
Imagine todas as pessoas
Vivendo para o hoje.
Imagine não existir países
Não é difícil de fazer
Nada pelo que matar ou morrer
E nenhuma religião também
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz.
Estas são as duas primeiras estrofes da canção “Imagine” de John Lennon que fez grande sucesso nas décadas passadas. Talvez essa canção tenha mudado negativamente a fé daquela geração e a da por vir, produzindo um batalhão de ateus e/ou ecumênicos.
Em parte, a canção de Lennon é bonita porque prega a paz e igualdade entre os povos; por outro lado, é profana, pois atribui a desgraça humana à obra redentora de JESUS Cristo.
Biblicamente dizendo, nenhum cristão sério deve aceitar misturas de fé ou de doutrinas estranhas às Palavras que quase sempre vem de forma bastante convidativa. Leia 2Co 6:14 – 7:1 e verá que se nós  nos santificarmos (separarmos de coisas imundas) então, o Senhor nos receberá.
“Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.” (1Co 10:21)

 

Alguns se vangloriam dizendo já ter andado por várias seitas. Estes até podem parecer devotos fervorosos peregrinando na fé; porém, para mim, não passam de homens perdidos que não sabem o que querem.
Não é indelicadeza rejeitar um convite a um culto ecumênico; indelicadeza é convidar as pessoas às reuniões pagãs indecentes para discretamente adorar a outros deuses.
“Eu sou o SENHOR, este é o meu nome; a minha glória, pois, não a darei a outrem, nem a minha glória, às imagens de escultura.” (Is 42:8)
A palavra culto vem de cultuar. Então, se você for convidado a um culto ecumênico, fique ciente de que está sendo convidado a cultuar um deus qualquer. O mesmo diria a quem for convidado para ser padrinho de casamento em terrenos estranhos. Portanto nunca aceite – não se arrisque a estar em lugar errado traindo a Deus só para fazer um favorzinho à pessoa. E ainda mais, nada de aceitar aquelas propostas indecentes do tipo: se você for na minha igreja, vou na tua. A fé e a salvação que recebemos, não se negocia!

 

Você já ouviu falar de um casamento ecumênico? Acontece quando os noivos têm religiões diferentes e não conseguem entrar em acordo. O que você acha disso?
E o que dizer de um funeral ecumênico? – sem comentários!
“Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo?” (Am 3:3)

 

Quero aproveitar e lembrar de que o casal Ananias e Safira estava sempre em acordo, até para mentir ao Espírito Santo, recebendo ambos, como punição, a morte (At 5). É por isso que sempre digo que casamento é uma bênção quando um encoraja o outro a prosseguir no Caminho Santo; porém quando acontece o contrário, é formação de quadrilha!

 

Conclusão:
Rejeite o ecumenismo; não tenha receio de ser chamado de excomungado, protestante, radical, separatista ou até mesmo de terroristas espirituais. Afinal, a luz e as trevas não se misturam. O que é certo, é certo; e é por esse caminho que devemos prosseguir: JESUS CRISTO – o Caminho, a Verdade, e a Vida. Amém!
“Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra.” (Mt 10:35)

 

Pastor Daniel Shinjo