E o Verbo se fez carne e tabernaculou entre nós

Antigo Testamento (sombra Hb 8:5) X Novo Testamento (verdadeiro Hb 8:2)

O Tabernáculo do Antigo Testamento era um santuário feito por mãos humanas. O SENHOR Deus deu ordem a Moisés e aos israelitas para construírem um santuário montável e desmontável para que ELE pudesse habitar no meio do povo. Por outro lado, o Novo Testamento afirma que Deus não habita em santuários feitos por mãos humanas. Como pode ser isso?

“E me farão um santuário, para que eu possa habitar no meio deles.” (Êx 25:8).

 

“O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas.” (At 17:24)

 

O Tabernáculo, bem como as Leis mosaicas eram sombra das coisas que havia de vir, ou seja Cristo (cf. Cl 2:17; Hb 10:1). O termo tabernáculo é algumas vezes usado na Bíblia referindo-se ao corpo físico e morada da alma (cf. 2Pe 1:13-14). Por isso, tendo essa revelação, João testemunhou:

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós […]” (Jo 1:14).

 

Sabemos que o Novo Testamento foi escrito em grego, um de muitos idiomas falados sob o domínio do Império Romano. É interessante observar que a palavra grega traduzida como “habitou” em Jo 1:14 não se relaciona com casa, habitação ou morada, e sim com tabernáculo. Trata-se da palavra εσκηνωσεν (eskinosen), pretérito de um verbo criado a partir do substantivo skené, que significa tenda, ou tabernáculo. Assim, a tradução literal desse Versículo poderia ser:

“E o Verbo se fez carne e tabernaculou entre nós.”

 

O contexto de Jo 1 parece unânime em afirmar que o Verbo que era Deus (Deus é único, amém!) tomou forma do Tabernáculo do Antigo Testamento, isto é, veio cumprir todas as exigências dadas a Moisés e aos israelitas (Mt 5:17-18). Além disso, João procurou demonstrar aos leitores do seu evangelho que Deus peregrinou em um corpo humano; desmontou o seu tabernáculo, isto é, morreu; mas o ergueu novamente na sua ressurreição. O Senhor JESUS disse:

“Destruí este santuário, e em três dias o reconstruirei.” (Jo 2:19);

 

e em seguida João explica:

“Ele, porém, se referia ao santuário do seu corpo. Quando, pois, Jesus ressuscitou dentre os mortos, lembraram-se os seus discípulos de que ele dissera isto; e creram na Escritura e na palavra de Jesus.” (Jo 2:22).

 

Observe agora o texto de João 1:14 em grego:

João 1:14 – Grego – Textus Receptus:

“και ο λογος σαρξ εγενετο και εσκηνωσεν εν ημιν και εθεασαμεθα την δοξαν αυτου δοξαν ως μονογενους παρα πατρος πληρης χαριτος και αληθειας”

 

Transliterado:

“Kai o logos sarx egeneto kai eskinosen en imin kai etheasametha tin doxan aftou doxan os monogenous para patros pliris charitos kai alitheias”

 

A Páscoa cumpriu-se quando o nosso Senhor JESUS Cristo foi crucificado; a Festa de Pentecostes cumpriu-se quando o Espírito Santo foi derramado sobre a multidão; a Festa dos Tabernáculos teve o início do seu cumprimento quando o Verbo encarnou “tabernaculando” entre os homens, nascendo em Belém da Judeia. JESUS, sim, é verdadeiramente, o nosso Emanuel – Deus conosco, isto é, Deus “tabernaculado” entre nós. Aleluia!

 

Então, respondendo a pergunta lá do começo: Deus que não habita em santuário feito por mãos humanas, veio habitar num santuário (corpo físico) gerado por Espírito Santo. Por isso disse JESUS a Filipe:

“[…] Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem vê a mim, vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” (Jo 14:9)

 

 

 

O Tabernáculo (sombra)/JESUS Cristo (verdadeiro) foi dado:

 

1. Para o Pai habitar no meio do seu povo (Êx 25:8, 29:45);

2. Para Deus falar ao Seu povo (Lv 1:1);

3. Para mostrar ao Seu povo que Deus é o Supremo Senhor;

4. Para que o povo saiba discernir o puro do imundo (Nm 5:1-4; 2Co 6:14-18);

5. Para mostrar ao seu povo que não havia outro caminho, senão o Caminho de Deus: “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2Tm 3:14-17).

 

O Tabernáculo foi dado aos israelitas e Cristo a nós  para:

1. ensinar (Êx 24:12; 2Tm 3:16);

2. repreender (Lv 19:17; 2Tm 3:16);

3. corrigir (Êx 23:32; 2Tm 3:16);

4. educar na justiça de Deus (Êx 20:1-17; 2Tm 3:16).