Coração

Lembro-me do dia em que M., na época com uns 4 anos, tirou do seu estojo um lápis de cor marrom e rabiscou num papel uma elipse e entregou-a à sua mãe. O que é isso, filho? – perguntou a mãe. Prontamente, M. respondeu: é coração! Ora, M. havia ouvido que desenhar um coração e oferecer à mãe era um ato de carinho muito comum entre os colegas da sua idade.

Só mais tarde a mãe entendeu que coração era aquele: de frango que M. comera há algum tempo no restaurante.

 

O que significa coração na terminologia bíblica?

Nos textos bíblicos, o termo coração não significa apenas o órgão cardíaco do corpo humano, mas principalmente o homem interior (2Co 4:16-18) que representa a fonte das emoções, razão e vontade. O órgão cardíaco, pode ser transplantado por meios cirúrgicos, porém o intelecto humano não. Obviamente, o quem lê a Bíblia deve discernir a linguagem literal da metafórica como em qualquer literatura.

 

O coração é o centro do nosso ser, e a Bíblia coloca grande importância em manter o coração puro: “Guarda com toda a diligência o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4:23).

 coração

Basicamente, o coração é o centro das emoções, e a mente, do raciocínio. Como você viu no estudo anterior, o chamado coração emotivo é figurado, e não se localiza necessariamente no tórax humano.

 

Assim, o termo coração na Bíblia pode ter muitos significados:

 

Antigo Testamento

Órgão anatômico – referente ao cárdico, elemento central da circulação do sangue: “[…] Tomou três dardos e traspassou com eles o coração de Absalão, estando ele ainda vivo no meio do carvalho.” (2Sm 18:14);

Personalidade, caráter humano: “[…] Porque o SENHOR não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o SENHOR, o coração.” (1Sm 16:7);

Propósito ou intenção: “Então, suscitarei para mim um sacerdote fiel, que procederá segundo o que tenho no coração […]” (1Sm 2:35);

Memória: “[…] Não esqueças daquelas coisas que os teus olhos têm visto, e se não apartem do teu coração todos os dias da tua vida, e as farás saber a teus filhos e aos filhos de teus filhos.” (Dt 4:9);

Reflexão: “Se disseres no teu coração: Estas nações são mais numerosas do que eu; como poderei desapossá-las?” (Dt 7:17);

Coragem e temor: “Então, disse aos irmãos: Devolveram o meu dinheiro; aqui está na boca do saco de cereal. Desfaleceu-lhes o coração, e, atemorizados, entreolhavam-se, dizendo: Que é isto que Deus nos fez?” (Gn 42:28);

Ansiedade: “Quando chegou, Eli estava assentado numa cadeira, ao pé do caminho, olhando como quem espera, porque o seu coração estava tremendo pela arca de Deus. […]” (1Sm 4:13);

Entendimento: “Dá, pois, ao teu servo coração compreensivo para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal […]” (Pv 3:9);

Habilidade: “Falarás também a todos os que são sábios de coração, a quem eu tenho enchido do espírito da sabedoria, que façam vestes a Arão para santificá-lo; para que me administre o ofício sacerdotal.” (Êx 28:3 – JFA Corrigida e Revisada Fiel)

 

Novo Testamento

O termo coração no N.T. é citado como ‘feito de carne’ (2Co 3:3), entretanto, continua visto como a ‘sede da vontade’ (Mc 3:5), do raciocínio (Mc 2:6-8) e das emoções (Lc 24:32). O termo coração é empregado para falar principalmente do caráter humano que é a sua personalidade segundo as palavras de Paulo e Pedro:

“Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia.” (2Co 4:16);

 

“Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranquilo, que é de grande valor diante de Deus.” (1Pe 3:3-4)

 

 

Agora, você já sabe onde está o teu coração?

O Senhor JESUS disse:

“Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração.” (Lc 12:34)

e em  Marcos 12:30:

“Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força.” 

 

Nas Palavras acima, você pode observar que “De todo o coração” significa de toda:

  1. a alma (coração);
  2. entendimento (mente/coração);
  3. força – não somente a força física, mas principalmente, o esforço emocional, como diz em Jr 29:13 – “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.”

 

A morte do homem corrupto e o novo nascimento

Na Bíblia, há uma lista grande de atitudes humanas repudiadas pelo SENHOR que são chamadas de obras da carne (Gl 5:19-21). Deus não quer sujeitos de mau caráter e depravados dissolutos para fazer parte do Seu reino celestial. Estes não têm vez. Repare na Palavra que o nosso corpo físico é corruptível (inclusive o sistema cardíaco), mas o homem interior que é a personalidade é transformada pelo poder do evangelho.

“[…] São homens de todo corrompidos na mente, réprobos quanto à fé; eles, todavia não irão avante; porque a sua insensatez será a todos evidente, como também aconteceu com a daqueles.” (2Tm 3:8-9)

 

O coração do homem não é tal qual deveria ser (Gn 6:5, Jr 17:9), e a Bíblia ensina que é necessário ao coração passar por uma transformação: o homem precisa se esvaziar para que receber o Espírito Santo. (Jr 24:7; Ez 11:19). E isso acontece pelo poder de Deus, em resposta à fé – “Com o coração se crê para justiça […]” (Rm 10:10). Em Sua graça, o SENHOR pode criar um coração novo em nós (Sl 51:10, Ez 36:26). Assim, a Bíblia fala sobre a morte do homem interior corrupto e o novo nascimento. Na Epístola aos Efésios 3:17 diz:

“E, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus.”