Cidade de Davi

Sião, a Cidade de Davi

Cidade de Davi

Cidade de Davi

Salmo 87:2-3 diz:

“O SENHOR ama as portas de Sião mais do que as habitações todas de Jacó. Gloriosas coisas se têm dito de ti, ó cidade de Deus!”

A palavra “Sião” essencialmente significa “fortificação” e é citada mais de 150 vezes na Bíblia. Sião é cidade de Davi e cidade de Deus. Com o tempo, a palavra Sião na Bíblia, deixou de se referir à cidade física e passou a assumir um contexto espiritual.

Sião é mencionada pela primeira vez na Bíblia em 2 Samuel 5:7:

“Porém Davi tomou a fortaleza de Sião; esta é a Cidade de Davi.”

Sião, portanto, era originalmente o nome da fortaleza dos jebuseus na cidade de Jebus-salém. Sião passou a significar não só a fortaleza, mas também a cidade onde a fortaleza se encontrava. Há cerca de 3 mil anos, Davi capturou “a fortaleza de Sião”, e Sião passou a ser chamada de “a Cidade de Davi” (cf. 1 Rs 8:1; 1 Cr 11:5; 2 Cr 5:2).

“Disseram os moradores de Jebus a Davi: Tu não entrarás aqui. Porém Davi tomou a fortaleza de Sião; esta é a Cidade de Davi.” (1Cr 11:5)

“Assim, habitou Davi na fortaleza, pelo que se chamou a Cidade de Davi. E foi edificando a cidade em redor desde Milo, completando o circuito […]” (1Cr 11:7-8)

Mais tarde, a palavra Sião expandiu o seu significado para incluir também o Templo e a área ao seu redor (cf. Sl 2:6; 48:2, 11-12; 132:13).

“Davi descansou com seus pais e foi sepultado na Cidade de Davi. Foi o tempo que Davi reinou sobre Israel quarenta anos: sete anos em Hebrom e em Jerusalém trinta e três. Salomão assentou-se no trono de Davi, seu pai, e o seu reino se fortificou sobremaneira.” (1Rs 2:10-12)

 

Sião foi eventualmente usado como um nome para a cidade de Jerusalém, a terra de Judá e o povo de Israel como um todo (cf. Is 40:9; Jr 31:12;IMG_7482 Zc 9:13).

O uso mais importante da palavra Sião na Bíblia, é em seu sentido espiritual. Sião é usada figurativamente de Israel como o povo de Deus (cf. Is 60:14). O significado espiritual de Sião continua pelo Novo Testamento, onde recebe o significado Cristão do reino espiritual de Deus, a Jerusalém celestial (cf. Hb 12:22; Ap 14:1). Em 1Pedro 2:6 está:

“Pois isso está na Escritura: Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer não será, de modo algum, envergonhado.”