A fé que não pode salvar

A Bíblia diz que para uma pessoa ser salva, é necessário que ela creia “no Senhor Jesus Cristo” (At 16:31), pois Ele veio para que“todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16). Entretanto, é necessário observar que não é qualquer tipo de fé que salva, mas somente a fé que produz boas obras é que pode salvar (cf.Tg 2:17).

 

A fé que salva não pode permanecer só. Ela deve estar acompanhada de boas obras. Não somos salvos pelas obras (cf. Ef 2:8-9), mas somos salvos para as boas obras (cf. Ef 2:10).

 

A diferença entre a fé que salva e a fé que não salva é que a primeira é apenas a crença de que Deus existe. A segunda é a fé em Deus. Nenhuma pessoa é salva por crer que Deus existe, que o Senhor JESUS Cristo morreu pelos pecados que ela tenha praticado e que ressuscitou. A pessoa tem que confiar nEle e deixar-se levar por Ele, ou seja, deve haver obediência a Deus.

 

Um exemplo da fé que não pode salvar é a fé dos demônios:

 

“[…] Até os demônios creem e tremem.” (Tg 2:19)

 

Os demônios não obedecem a Deus; eles simplesmente crêem que Deus existe, mas continuam em rebeldia contra o SENHOR (Jd 6), razão pela qual, eles não podem ser salvos.

 

“Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta.” (Tg 2:17)