A Bíblia e a alimentação saudável

Comer para viver ou viver para comer? Seja qual for a sua resposta, não podemos separar a vida da alimentação. Ninguém se alimenta para morrer. Será?

 

Na verdade, ingerimos diariamente um coquetel de substâncias tóxicas que não são alimentos – alimentos alimentam, mas os tóxicos matam as células do nosso corpo. A palavra alimento vem do latim alere que significa fazer crescer. Só não vale fazer crescer tumores ou qualquer outro mal no nosso organismo, visto que o nosso corpo agora é templo do Espírito Santo. Já a palavra aluno, vem do latim alumnus, que significa o que é alimentado. Sejamos bons alunos do Mestre Jesus e aprendamos a nos cuidar melhor; afinal, o Senhor nos revela a Verdade, e não podemos ficar apenas apreciando-a, e sim devemos praticá-la para então, obtermos a libertação. E isto se aplica a tudo, inclusive neste tema: alimentação saudável.

 

 

Você já percebeu que alguém está tentando nos matar?

Não, não é exagero dizer assim, pois na Segunda Guerra, os nazistas passaram a eliminar muitas pessoas, a princípio, secretamente, mas depois publicamente, como se estivessem fazendo uma boa obra. Esta semana veio a tona a notícia de que o governo brasileiro e de outros países estavam sendo espionados por agências do exterior. Porquê? Obviamente para nos controlar. Vivemos no final dos tempos, quando, segundo a Bíblia, o anticristo se levanta para enganar, destruir e matar as pessoas que habitam este mundo. Ora, o anticristo pode vir de qualquer lado e de qualquer forma, o que vale para ele é:

  • enganar: procure saber o que você está comendo e bebendo;
  • destruir: porque as pessoas estão cada vez mais doentes?
  • matar: este é o objetivo do anticristo.
“Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos.” (2Ts 2:9-10)

 

Neste artigo gostaria de alertar os irmãos no que se refere a alimentação. Procurarei apresentar a palavra de Deus, a respeito do assunto alimentação; o que ingerir ou deixar de ingerir ficará a seu critério, pois creio que os nossos irmãos sabem muito bem, e mais do que eu, o que é alimentação saudável.

 

 

Tudo que Deus criou é bom

 

“Pois tudo que Deus criou é bom, e, recebido com ações de graças, nada é recusável, porque, pela palavra de Deus e pela oração, é santificado.” (1Tm 4:4-5)

 

A Bíblia é perfeita. Paulo disse “pois tudo que Deus criou é bom”. Ele não disse “tudo que o homem criou é bom”; portanto, desconfie de certos alimentos.

Encontramos nos fast-foods e nas prateleiras dos supermercados muitos alimentos industrializados embalados, coloridos e com diversas fragrâncias. Muitos destes são produtos perigosos e impróprios para o consumo humano; verdadeiros venenos que deveriam ser postos longe não só do alcance das crianças, mas banidos completamente. Especialistas dizem que produzir e vender as seguintes substâncias deveria ser crime:

Gordura Vegetal Hidrogenada (clique)

Não existe gordura vegetal natural. Para se obter uma massa sólida, acrescenta-se uma molécula de Hidrogênio ao óleo vegetal. Você se lembra das aulas de química? Essa transformação química e física já é o suficiente para o óleo vegetal, que faz bem a saúde, adquirir outras propriedades que causam sérios danos à saúde.
Atualmente, não é difícil ver jovens atletas morrendo subitamente. Por quê? Porque abusam de lanches e petiscos repletos de gordura vegetal hidrogenada.
A gordura vegetal hidrogenada está presente em quase todos os industrializados que são cremosos ou crocantes e na maioria dos pães, até dos integrais. Leia os rótulos antes de comprar.

 

Transgênicos (clique)

Os transgênicos são a maneira hi-tech de transgredir a Lei de Deus:

 

“Não semearás a tua vinha com duas espécies de semente, para que não degenere o fruto da semente que semeaste a messe da vinha.” (Dt 22:9)

 

Os alimentos transgênicos são aqueles que foram modificados geneticamente. Como sugere o nome, partes dos genes de uma criatura foram transportadas para outra e assim obter uma nova criatura mais resistente às pragas e pesticidas. Por isso, popularmente são chamados Alimentos Frankstein.

A produção, comércio e consumo desse tipo de alimento continua crescendo no Brasil e em muitas partes do mundo. A lei brasileira obriga as indústrias identificarem os produtos que contenham mais de 1% de transgênicos na sua composição, no entanto, muitas empresas tem omitido temendo queda nos seus negócios.

Ainda é cedo para sabermos quais as consequências do consumo de transgênicos. Muitos cientistas são contras, porém outros dão total apoio. O que se sabe até agora, é que cobaias desenvolveram câncer em testes de laboratório.

Refrigerantes (clique)

Os refrigerantes estão no topo dos piores “alimentos” fabricados pelo homem. Eles são extremamente ácidos (por isso desequilibram o pH do nosso corpo) e doces. Pior do que o refrigerante comum, só os diets.

 

Glúten (clique)

Você já deve ter reparado em muitos produtos alimentícios o aviso: NÃO CONTÉM GLÚTEN ou CONTÉM GLÚTEN.

Afinal, o que é glúten?

Glúten é uma proteína natural encontrada em muitos cereais. Cada vez mais pessoas têm desenvolvido rejeição ao glúten. Quando o organismo de pessoas alérgicas detectam substâncias estranhas como no caso de transgênicos, desencadeia reações que podem levar à morte.

 

Açúcar refinado (clique)

Os antigos viviam bem sem o açúcar branco. O nosso organismo não precisa de açúcar industrializado. Basta se alimentar adequadamente. Consumir açúcar branco desenfreadamente causa consequências irreparáveis que todos já conhecemos.

 

Adoçantes aspartame (clique)

Classificados como o veneno do século, deveriam ser vendidos somente sob prescrição médica – e os médicos sérios certamente os proibiriam.

 

Glutamato Monossódico (clique)

O realçador de sabor glutamato monossódico é um potencial veneno presente em quase todos os snacks, carnes embutidas, temperos prontos e comidas de restaurantes.

 

Aditivos (clique)

Eles ajudam a “maquiar” os industrializados, dando cores vivas, aromas agradáveis, e até prolongam o prazo de validade para não dar muito prejuízo aos fabricantes – e é isto que comemos.
Você sabe o que significa quando num produto vem escrito: contém corante natural E-120; goma arábica; ou amarelo crepúsculo? Nunca teve curiosidade? Pois trate de pesquisar antes de ingeri-los.
Vários são os aditivos alimentares: Acidulantes, umectantes, anti-umectantes, corantes, espessantes, estabilizadores, etc. Deduzir a função de cada um deles é fácil; mas não pare por aí. Procure saber de onde são extraídos cada um dos aditivos e os seus efeitos no organismo humano. Você passará a chamá-los de traumatizantes.
Veja: https://www.youtube.com/watch?v=crcAffrNk1s Muito interessante.

 

Cigarros, drogas e bebidas alcoólicas

Não é necessário dizer que estes não são alimentos e muito menos que fazem mal à saúde.

 

Mudança no hábito alimentar (clique)

 

Ao recebermos o Senhor, deixamos os ídolos e costumes mundanos. Embora no princípio, para alguns irmãos tenha sido penoso se livrar de tais coisas, hoje, a idolatria e seus derivados não fazem mais falta, porque a Verdade nos libertou do pecado. O Senhor continua nos revelando o Seu Caminho e ficamos maravilhados ao aprendermos o Verdadeiro, por outro lado, nos entristecemos ao sabermos que durante muito tempo, vivemos acreditando e confiando na mentira. Creio que não é diferente na questão alimentar, pois assim como a nossa alma deve buscar o puro alimento celestial, a nossa carne precisa de alimento puro também.

 

“No fim dos dez dias, a sua aparência era melhor; estavam eles mais robustos do que todos os jovens que comiam das finas iguarias do rei. Com isto, o cozinheiro-chefe tirou deles as finas iguarias e o vinho que deviam beber e lhes dava legumes.” (Dn 1:15)

 

Obs: Pode haver contra indicações de certos alimentos às pessoas portadoras de algumas doenças pré-existentes; porém não há nenhuma contra indicação em banir os alimentos da lista acima.

 

“Um quarto do que você ingere é para te alimentar;
outros três quartos para alimentar o teu médico” (provérbio egípcio)

 

Um pouco não faz mal?

“Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se.” (Dn 1:8)

 

Consciência e determinação como de Daniel são fundamentais na nossa vida. Se você não as tiver, cairá em tentação.

 

Tentação

Em tom de brincadeira, as pessoas costumam chamar guloseimas de tentação. De fato é uma tentação, onde se escondem a irresponsabilidade com a saúde alheia, o interesse por lucros, entre outros. O Ministério da Saúde, a ANVISA, a FDA (agência americana que regulamenta medicamentos e alimentos), e outras entidades sabem muito bem do potencial perigo de substâncias que eles mesmos aprovam, mas parecem ignorar, enquanto que a indústrias continuam investindo milhões de dólares para continuar com a propaganda: “não há nenhuma comprovação científica”.

 

Mas as crianças pedem; ou sinto vontade. O que eu faço?

É questão de educação. Eduquem-se e eduquem os seus filhos.
Quando crianças, ao praticarmos boas obras, muitos de nós fomos recompensados com guloseimas, e assim continuamos repetindo o mesmo gesto aos nossos filhos. Que grande erro é este! Se amamos os nossos filhos, deveríamos prometer e oferecer cebolas, tomates, bananas às crianças, e jamais guloseimas repletas de gordura hidrogenada, glicose em excesso, etc.
Durante a Guerra do Pacífico, muitos civis japoneses tinham inveja dos que podiam ter o luxo de ter venenos em mãos para suicidarem. Não fique com pena de si ou da família por não poder comer; pelo contrário, orgulhe-se por não comer o que é prejudicial, e tenha dó dos que continuam sendo enganados.

Não diga: não posso comer; diga: não quero comer!

Veja: http://gloria-aleluia.org.br/gentios.pdf

 

Se é assim, não dá para comer mais nada!

Mesmo tomando o máximo cuidado em escolher os alimentos, continuamos ingerindo toxinas involuntariamente (e nem falei dos agrotóxicos e hormônios). Nesse caso, cabe a Palavra:

 

“[…] E, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal […]” (Mc 16:18)

 

Uma coisa é comer sem saber; outra é comer ciente do mal que poderá causar:

 

“Não tentarás o SENHOR, teu Deus […]” (Dt 6:16)

 

Quando os filhos de Israel peregrinaram pelo deserto, o SENHOR os alimentou com maná e codornizes, ou tecnicamente falando, carboidrato, vitaminas, sais minerais e proteína, com muita caminhada que é exercício físico. No entanto, os israelitas murmuraram, rejeitando o cardápio divino, preferindo o do Egito. No sentido espiritual, eles preferiram o mundo, rejeitando a Deus (cf. Dt 6:16). Para não cairmos no mesmo erro, sempre com gratidão, oremos:
“O pão nosso de cada dia dá nos hoje” (Mt 6:11)

 

Certa vez, um pastor me disse: Tome cuidado na estrada, pois você é uma ferramenta importante para Deus. Sim, todos nós somos importantes para Deus. Por isso, sejamos prudentes e vigiemos em tudo. Dieta e boa saúde (clique)
Fico feliz em ver que muitos irmãos nas nossas igrejas estão se cuidando. Já estou vendo muitos tomando atitudes e fazendo bons comentários a respeito deste assunto. Não queremos surpresas desagradáveis, quando se fala de saúde. Portanto, continuemos nos cuidando.
Não faz sentido orar, pedir saúde ao Senhor e continuar com hábitos que todos sabem que não são bem-vindos. O Senhor Jesus disse:

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (Jo 8:32)

 

O Senhor nos revela a verdade. E se pendurarmos a verdade revelada na parede, nada irá acontecer. Sejam leis da medicina, física, química ou qualquer outra, todas pertencem ao Senhor. Erramos ao pensarmos que o Senhor se preocupa somente com leis espirituais; afinal, Ele é o criador das coisas espirituais e físicas. Magreza não é sinônimo de beleza, mas gordura abdominal é sinônimo de doença. A questão é séria; é questão de vida ou morte! Pense nisto.

Certamente, seremos mais úteis a serviço do SENHOR com saúde do que debilitado. É certo que um dia vamos partir deste mundo, porém, que nenhum dos nossos irmãos desperdice a vida e a saúde. Que todos gozem de plena saúde e longevidade; sempre prontos para atender o chamado do Senhor para as suas poderosas obras.
Quero ver mais irmãos pedindo orações pelas obras de poderosas de Deus a ver irmãos pedindo orações pelas suas enfermidades.
“Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes.” (1Tm 4:16)

 

Paulo diz para comermos tudo que se vende no mercado:

“Comei de tudo o que se vende no mercado, sem nada perguntardes por motivo de consciência; porque do Senhor é a terra e a sua plenitude.” (1Co 10:25)

 

Não se iluda. Na época de Paulo, certamente, os mercados eram repletos de alimentos naturais. Além do mais, neste Capítulo, assim como em vários outros, fala de alimentos oferecidos aos ídolos.

“Também se juntaram a Baal-Peor e comeram os sacrifícios dos ídolos mortos. Assim, com tais ações, o provocaram à ira; e grassou peste entre eles.” (Sl 106:28-29)

 

 

Vegetarianismo

Alguém poderá pensar: Vou me tornar vegetariano.
Mas espere um pouco, tratarei deste assunto na próxima postagem.

 

Irmãos do ramo alimentício

Se você trabalha no ramo alimentício e manipula ingredientes nocivos à saúde como vimos acima, deve estar se perguntado o que fazer. A resposta está em Tg 1:5-8. Confira na sua Bíblia.

“[…] Paz a todos vós que vos achais em Cristo.” (1Pe 5:14)

 

Finalmente, quero deixar bem claro que a salvação da nossa alma depende unicamente de Jesus Cristo, o nosso Único Senhor e Salvador. Ninguém, por mais que cuide da própria saúde física, faça exercícios todos os dias e que tenha bom hábito alimentar poderá entrar na Vida Eterna se não passar pela Porta, Jesus.

 

Este artigo visa apenas alertar os nossos irmãos no que se refere à saúde física. Consulte profissionais competentes e nunca faça dietas ou exercícios irresponsáveis.

“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” (Rm 14:17)